Fundação Getúlio Vargas anuncia criação de curso de blockchain com foco em DeFi

A Fundação Getúlio Vargas (FGV) anunciou na última semana a criação de um novo curso abordando a tecnologia blockchain. Trata-se do “Imersão Blockchain”, um conteúdo de 30 horas online na plataforma da instituição de ensino superior, que será ministrado por Lucas Schoch, CEO e fundador da Bitfy, um hub tecnológico que oferece soluções em blockchain-as-a-Service (BaaS). 

O curso é direcionado tanto a profissionais em início de carreira quanto gestores experientes que ocupam posições estratégicas em grandes empresas, pois, segundo o comunicado, o tema envolve mudanças tecnológicas recentes e a quebra de paradigmas. 

“É recomendado que o aluno tenha conhecimento básico em finanças e tecnologia da informação, que garanta a compreensão de temas que serão abordados ao longo do período”, ressaltou Lucas acrescentando a importância da utilização prática da tecnologia. 

O coordenador acadêmico de professor da FGV, Alexandre Mota, também se mostrou entusiasmado com o fato de a instituição, uma das mais importantes do Brasil, contribuir para a construção teórica e prática da utilização da blockchain, que “a cada dia vem obtendo mais aderência do mercado brasileiro.”

“O nosso país é o 7° maior mercado de criptoativos do mundo e, o 1° da América Latina, segundo fontes do Geography Report. Concluímos como uma grande oportunidade adentrar neste mercado para oferecer aos discentes a excelência profissional neste mercado em franca ascensão. E para isso, temos a ajuda de um dos maiores especialistas brasileiros no assunto, Lucas Schoch, uma figura renomada no mercado, de idoneidade comprovada pelos locais onde passou, e indivíduos que lecionou”, emendou Alexandre Mota. 

O “Imersão Blockchain” terá como principal objetivo a compreensão do conceito de finanças descentralizadas (DeFi) e como ela se relaciona com a tecnologia disruptiva, por meio de uma abordagem teórica e prática. O que passa pela contextualização da tecnologia para que os alunos consigam interpretar o cenário de transformação e as soluções trazidas ao mercado pela blockchain. O curso também terá como parte do conteúdo a apresentação das principais aplicações, além da utilização das criptomoedas. 

Os postulantes a se tornarem novos participantes do mercado de criptomoedas que desejam conhecimento prévio também contam com outras alternativas educacionais, entre elas quatro cursos gratuitos elencados pelo Cointelegraph Brasil.

LEIA MAIS:

Fonte

Related articles