MicroStrategy e Tether se juntam a empresas que se afastam do Silvergate à medida que ações do banco caem 57%

Related articles

A empresa de inteligência de negócios MicroStrategy e a emissora de stablecoins Tether se tornaram as duas últimas empresas a negar publicamente qualquer exposição significativa ao Silvergate Bank.

A notícia surgiu depois que o Silvergate anunciou em 1º de março que adiaria a apresentação de seu relatório financeiro anual 10-K. Muitos participantes do mercado de criptomoedas temem que o banco esteja à beira de um pedido de falência.

A MicroStrategy — que detém mais de 130.000 Bitcoins (BTC) — reiterou que suas garantias em BTC não são custodiadas pelo Silvergate.

A empresa fundada por Michael Saylor acrescentou que não precisará pagar um empréstimo tomado junto ao Silvergate até a data do vencimento, no primeiro trimestre de 2025 ,e que um eventual processo de falência ou de insolvência não “aceleraria” o pagamento do empréstimo.

Temos um empréstimo junto ao Silvergate que não vence até o primeiro trimestre de 2025. Existem preocupações de mercado com relação às condições financeiras do SI. doença. Para quem está se perguntando, o pagamento do empréstimo não será acelerado por causa da insolvência ou da falência do SI. Nossas garantias em BTC não são custodiadas pelo SI e não temos nenhuma outra relação financeira com o SI.

— MicroStrategy (@MicroStrategy)

Paolo Ardoino, o diretor de tecnologia da Tether, confirmou em uma postagem publicada no Twitter em 2 de março que a Tether também não está exposta ao Silvergate.

A #Tether não tem nenhuma exposição ao Silvergate.

— Paolo Ardoino (@paoloardoino)

Um colapso do banco de criptomoedas pode custar caro para a indústria.

O Silvergate é uma fintech que fornece soluções e serviços de infraestrutura financeira para algumas das mais importantes exchanges de criptomoedas do mercado, além de investidores institucionais e mineradoras.

O banco oferece uma plataforma de pagamentos 24 horas por dia, 7 dias por semana, chamada Silvergate Exchange Network, que teria processado mais de US$ 1 trilhão em transações desde 2017.

A empresa também fornece uma plataforma de infraestrutura para stablecoins, gerenciamento de custódia de ativos digitais e serviços de empréstimos garantidos para diversas instituições do setor de criptomoedas.

Um diagrama dos serviços relativos a criptomoedas oferecidos pelo Silvergate. Fonte: Silvergate Bank

Apesar dos grandes efeitos de rede, o arquivamento tardio do 10-K parece ter tido um efeito imediato em suas parcerias comerciais.

Pouco mais de 24 horas depois do anúncio do atraso da apresentação do 10-K, Coinbase, Circle, Bitstamp, Galaxy Digital e Paxos confirmaram que encerrarão ou limitarão seus negócios com o banco de criptomoedas.

A Gemini também anunciou que parou de aceitar depósitos de clientes, processamento de saques e transferências eletrônicas por meio do Silvergate ACH.

Outros que aparentemente cortaram ou reduziram seus laços com a instituição em apuros incluem Crypto.com, Blockchain.com, Wintermute, GSR e Cboe Digital, de acordo com relatos diversos.

Enquanto isso, um porta-voz da exchange de criptomoedas Binance confirmou ao Cointelegraph que a empresa não tem parcerias comerciais com o Silvergate e não utilizaa os serviços do banco cripto.

O Silvergate falhou em apresentar o seu relatório anual citando investigações regulatórias. Possivelmente não está solvente.

Eles já perderam a maioria de seus parceiros.

— Quinten | 048.eth (@QuintenFrancois)

As primeiras preocupações com os possíveis problemas financeiros do Silvergate surgiram no quarto trimestre de 2022, quando o banco relatou um prejuízo líquido de US$ 1 bilhão como resultado do colapso da FTX em novembro.

As relações institucionais entre o Silvergate e a FTX foram alvo de uma investigação do Departamento de Justiça dos Estados Unidos recentemente, embora não haja nenhuma acusação de irregularidades até o momento.

Os autores de uma ação coletiva apresentada contra a FTX em 14 de fevereiro acusaram o Silvergate de “ajudar e ser cúmplice” de um “esquema fraudulento multibilionário” que foi orquestrado pelo ex-CEO da FTX, Sam Bankman-Fried.

Apesar de muitas empresas terem afirmado recentemente que não têm exposição ao Silvergate, o banco ainda processou mais de US$ 3,8 bilhões em depósitos no quarto trimestre de 2022. Esta foi uma queda acentuada em relação aos US$ 11,9 bilhões processados no terceiro trimestre de 2022, de acordo com o próprio Silvergate.

Variação no índice de preços das ações do Silvergate Bank na Bolsa de Valores de Nova York. Fonte: MarketWatch.

Desde a notícia do atraso no arquivamento do relatório 10-K em 1º de março, o preço das ações do Silvergate caiu 58,7%, para US$ 5,57. A ação está agora mais de 97% abaixo de sua máxima histórica de $ 219,7, atingida em 14 de novembro de 2021.

LEIA MAIS



Fonte