Executivo diz que Bitcoin é o futuro do dinheiro, mas é interrompido por diretora do BCE

Related articles

Com cada ingresso custando £2.599 (R$ 13.400), o evento MoneyLive Summit está reunindo diversos nomes do setor bancário nesta semana em Londres. No entanto, um dos palestrantes parece ter incomodado os dirigentes do Banco Central Europeu (BCE).

Explicando que as criptomoedas são o futuro do dinheiro, Peter Stilwell comentou ao público sobre as vantagens do Bitcoin em relação a outras moedas governamentais. Fungibilidade, divisibilidade, escassez, segurança e verificação foram algumas vantagens citadas pelo Chefe de Desenvolvimento de Negócios da Coinbase.

Entretanto, Evelien Witlox, diretora responsável pelo desenvolvimento do Euro Digital, mostrou-se incomodada com tais declarações. Suas falas foram capturas pela Fortune.

Respondendo após o executivo da Coinbase terminar sua fala, Witlox afirmou que “as criptomoedas não são dinheiro porque não há nada por trás delas.” Seguindo, também fez questão de apontar que o Banco Central Europeu tem “uma visão ligeiramente diferente do orador anterior.”

Banco Central Europeu mostra-se incomodado com chegada das criptomoedas

Embora o MoneyLive Summit seja majoritariamente composto por bancos tradicionais, como Barclays, JP Morgan e HSBC, algumas empresas de criptomoedas como Ripple, Bitpanda e Coinbase também aparecem entre os principais patrocinadores do evento.

Dado isso, é natural que o executivo da Coinbase tenha aproveitado o espaço para expressar sua visão sobre o futuro do dinheiro.

Em seu discurso, Peter Stilwell apresentou a história do dinheiro. Partindo do escambo, as transações então evoluíram para trocas com metais preciosos, então para dinheiro em papel até chegar nos dias de hoje, com cartões de crédito e débito.

Quanto ao futuro, o executivo apontou que o Bitcoin é a melhor escolha já que possui as melhores características.

História do dinheiro.

No entanto, nem todos concordaram com sua opinião. Evelien Witlox, responsável pelo desenvolvimento do Euro Digital, foi dura ao afirmar que o Bitcoin nem sequer é dinheiro. Questionada se a CBDC europeia tornará as criptomoedas obsoletas, a diretora se esquivou.

“Não cabe a nós dizer, mas acreditamos que é importante ter uma solução muito estável para as pessoas usarem em pagamentos.”

Por fim, é estranho que figurões como Witlox continuem usando o argumento de que as criptomoedas vão falhar porque não possuem lastro. Afinal, todas as criptomoedas fiduciárias trabalham da mesma maneira, sendo a impressão desenfreada por parte dos governos a maior diferença entre as mesmas.



Fonte