Ripio e Polygon Labs buscam fortalecer o ecossistema cripto na América Latina

A Ripio, marca pioneira do setor cripto na América Latina com alcance de mais de 7 milhões de usuários e uma trajetória de quase dez anos no mercado, acaba de ser integrada ao protocolo Polygon PoS, para continuar desenvolvendo os serviços que oferece aos seus clientes.

Agora, os usuários do ecossistema Polygon poderão usar os produtos do Ripio Portal – lançado na semana passada no Brasil, Uruguai, Colômbia e México -, Ripio Trade e Ripio Wallet. Além disso, a Ripio está desenvolvendo uma blockchain B2B com o suporte da Polygon Labs para este projeto.

Construir na Polygon permite que a comunidade Ripio se conecte a uma ampla variedade de protocolos Web3 e faça transações com taxas mais baixas do que na rede Ethereum. Por sua vez, a Polygon Labs procura seguir expandindo o uso da rede Polygon em toda a América Latina, e a Ripio oferece uma segunda opção de rede para seus usuários, de um ecossistema extremamente importante e reconhecido mundialmente.

Como a Polygon funciona e se diferencia da rede Ethereum?

A Polygon é um conjunto de diferentes soluções de dimensionamento, que visa melhorar o desempenho e a capacidade de resposta de uma das blockchains mais usadas do mundo: Ethereum.

Para isso, oferece transações mais rápidas, simples e baratas, aumentando a escalabilidade da rede.

Related articles

Além disso, permite que os usuários adicionem novos casos de uso sem perder a compatibilidade com o restante do ecossistema Ethereum DApps, razão pela qual os principais protocolos DeFi, marketplaces de NFTs e jogos play-to-win migraram rapidamente para esse ecossistema.

Casos de uso da Ripio e benefícios aos usuários

Ao integrar a rede Polygon aos produtos Ripio, os usuários terão acesso a protocolos de
mercado monetário como AAVE e Compound, na área de finanças descentralizadas; marketplaces de NFT como Opensea e Magic Eden e, também, as principais redes usadas para os jogos como Aavegotchi, Decentraland e The Sandbox.

A chave de acesso para este mundo é o Ripio Portal: a carteira multichain Web3 que suporta diferentes redes blockchain como Ethereum e Polygon. Para utilizá-lo é necessário instalar uma extensão ao navegador web (Google Chrome, Firefox e Brave) que permite todos os usuários Ripio se conectarem ao universo Web3, simplificando e agilizando o uso de aplicativos e produtos descentralizados.

Nesta carteira é possível comprar, vender, receber, enviar, trocar tokens e criptoativos por meio de transações e validações mais simples, rápidas e fáceis. E mais, é possível armazenar criptoativos e tokens fungíveis como stablecoins ou altcoins, NFT e acessar jogos play-to-earn.

“O fato de uma empresa líder global como a Polygon Labs confiar na Ripio para fortalecer e contribuir para o desenvolvimento do ecossistema cripto na América Latina nos enche de orgulho e aumenta nosso desejo de continuar lutando por um futuro descentralizado. Estamos comprometidos com nossos usuários e buscamos todos os dias facilitar o acesso ao mundo cripto para o maior número possível de pessoas e instituições. E fazer isso em parceria com a Polygon é um componente chave para o nosso produto Ripio Portal, que lançamos há alguns dias no Brasil, Uruguai, Colômbia e México e no ano passado lançamos na Argentina. Queremos simplificar o acesso à Web3, que sem dúvida será o futuro”, disse Sebastián Serrano, CEO e co-fundador da Ripio.

“Esta parceria é um passo fundamental em nossa missão de expandir o uso da rede Polygon em toda a América Latina”, disse Hamzah Khan, chefe de DeFi da Polygon Labs. “Ao integrar com o protocolo Polygon, os usuários do Ripio terão acesso a uma gama mais ampla de protocolos Web3 e poderão desfrutar de transações mais rápidas e baratas”, complementa.



Fonte