MetaMask faz alerta sobre airdrop de nova criptomoeda

Related articles

A MetaMask, uma das carteiras de criptomoedas mais famosas da internet, emitiu um alerta em suas redes sociais nesta terça-feira (28). Segundo a equipe, os rumores sobre um airdrop de um novo token da MetaMask são falsos, ou seja, não passam de um golpe.

O motivo deste golpe ter surgido agora pode estar relacionado ao recente airdrop da Arbitrum, que distribuiu cerca de R$ 8,1 bilhões a seus usuários na semana passada. Ou seja, golpistas estão aproveitando a euforia do mercado para enganar os mais desatentos.

Além disso, por ser a carteira mais popular de Ethereum, a MetaMask é frequentemente alvo de personificadores, ou seja, perfis falsos que levam o seu nome nas redes sociais. Portanto, investidores devem sempre estar atentos para não cair em armadilhas.

MetaMask emite alerta sobre falso airdrop

O comunicado da MetaMask foi realizado nesta terça-feira (28) através do Twitter, plataforma que concentra inúmeros investidores de criptomoedas.

“Existem alguns rumores falsos sobre um snapshot/airdrop/etc da MetaMask no dia 31 de março.”

“Esses rumores não são apenas falsos, mas são perigosos”, alerta a MetaMask. “Eles criam oportunidades para golpistas e phishers. Fique atento a sites falsos nos próximos dias.”

O motivo do alerta é que os rumores estavam tomando grandes proporções. Por exemplo, a estratégia de um investidor de Ethereum para participar do falso airdrop já teve mais de 44 mil visualizações.

Investidor fez uma longa postagem no Twitter para explicar qual seria sua estratégia para receber o airdrop do token da MetaMask, mas a carteira negou os rumores posteriormente.

Como participar de airdrops como da Arbitrum?

O airdrop da Arbitrum, por exemplo, deu um mínimo de R$ 4.000 aos seus usuários. Antes dele, airdrops da UniSwap (UNI) e do Ethereum Name Services (ENS) distribuíram valores ainda maiores.

Em suma, cada airdrop desses tem seus próprios critérios. No entanto, os usuários devem, basicamente, usar o projeto antes da distribuição.

Ou seja, a estratégia do usuário da MetaMask acima não é errada, afinal ninguém sabe quando um projeto realizará um airdrop. O grande problema é que golpistas podem usar essa euforia para aplicar golpes e esvaziar a carteira dos mais inocentes.

No próprio airdrop da Arbitrum, por exemplo, diversas carteiras foram comprometidas antes da distribuição. Já no airdrop da Uniswap, dois usuários perderam R$ 45 milhões tentando receber R$ 10.000. Portanto, investidores devem estar atentos a essas distribuições de tokens, mas seu foco deve estar voltado à segurança antes de todo resto.



Fonte