especialista diz que o Bitcoin pode explodir em março, mas há uma pedra no caminho

Exceções à regra, dez criptomoedas relacionadas à rede Optimism acumulavam alta de até 180% nesta segunda-feira (27) enquanto um token inspirado em uma lenda do basquete subia 113%. Isso porque o mercado de criptomoedas movimentava US$ 1,06 trilhão (-0,61%) e acompanhava o mercado de ações no que se referia às reações mistas dos investidores diante dos sinais conflitantes emitidos pela economia dos EUA na última semana, embora o índice S&P 500 (SPX) operasse em 3.999 pontos (+0,74%) depois de iniciar a semana em queda.

Por outro lado o forte movimento de compra pode ser uma esperança para uma reação do Bitcoin (BTC), negociado em torno de US$ 23,2 mil (-1%). Foi o que avaliou o especialista em criptomoedas Diego Consimo, fundador do canal Crypto Investidor.

Related articles

Em análise feita ao Cointelegraph Brasil, Consimo não descartou a possibilidade de o benchmark do mercado cripto lutar por US$ 32 mil no mês de março, caso a criptomoeda consiga o padrão “gift de alta”, que é formado a partir de uma vela de impulsão de força, seguida de uma vela doji (de indecisão) e “posteriormente um candle [vela] de rompimento desse doji.”

“Caso o próximo candle rompa a máxima do doji em US$25.300, ele ativa o gift de compra e coloca como alvo os US$32.000”, explicou.

Gráfico de velas mensal comentado do par BTC/USD. Fonte: TradingView

Por outro lado, o especialista deixou claro que uma perda de suporte pode jogar o BTC na Linha de Tendência de Baixa (LTB) e forçar uma correção, abaixo de US$ 19 mil.

“Caso o preço perca sua força e venha perder a mínima do doji em US$21,4 mil, seu preço deve buscar o suporte da LTA [Linha de Tendência de Alta] em US$18,8 mil”, completou. 

Há duas semanas, o especialista já havia cogitado a possibilidade de o Bitcoin testar os US$ 17,5 mil a US$ 19 mil a depender, na ocasião, dos números apresentados pelo Departamento do Trabalho dos EUA relacionados à inflação, dados que acabaram não assustando os investidores. 

Em contrapartida, dias depois o Bank ofo America (BofA) alertou a possibilidade de um crash, já que outros dados sinalizavam que a alta dos preços na maior economia do planeta ainda está forte, conforme noticiou o Cointelegraph Brasil.

LEIA MAIS:

Fonte