CTO da Tether, Paolo Ardoino, fala sobre stablecoins

As stablecoins estão sob muito escrutínio desde a implosão da terceira maior stablecoin por capitalização de mercado, TerraUSD (UST), em maio de 2022. A saga do UST gerou muito ceticismo que levou os consumidores a questionar a segurança das stablecoins.

No sétimo episódio de Hashing It Out, Elisha Owusu Akyaw (GhCryptoGuy) do Cointelegraph entrevista Paolo Ardoino, diretor de tecnologia da Tether, sobre como as stablecoins funcionam, e os dois discutem perguntas frequentes sobre tokens estáveis.

Medo, incerteza e dúvida (FUD) abalaram os barcos dos emissores de stablecoin depois que o TerraUSD se desvinculou em 2022. Tether foi um desses emissores na extremidade receptora do FUD. Ardoino alegou que parte do FUD estava sendo divulgado privada e publicamente por concorrentes. No entanto, o diretor de tecnologia da Tether disse que o FUD serviu apenas para melhorar a confiança entre os consumidores e a empresa.

“Gosto muito do FUD porque podemos responder a ele com fatos.”

Um deles foi a capacidade da empresa de suportar a pressão decorrente do pânico no mercado. Ardoino destacou que o Tether conseguiu processar US$ 7 bilhões em resgates em 48 horas, o que representava 10% das reservas da empresa. Segundo ele, foi uma conquista que ficará registrada nos livros de história das finanças globais.

Sobre como garantir que a indústria não acabe novamente em uma situação semelhante ao que aconteceu com o TerraUSD, Ardoino argumentou que os desenvolvedores devem se limitar a fazer stablecoins da maneira tradicional e evitar o método mais experimental baseado em algoritmos. Ele acredita que as stablecoins algorítmicas são ineficientes e inseguras.

Além disso, Ardoino mencionou que as stablecoins algorítmicas podem funcionar apenas em casos em que a stablecoin é fortemente garantida por criptomoedas mais comprovadas, como Bitcoin (BTC), em vez de criptomoedas emitidas pelos mesmos desenvolvedores que criam a stablecoin.

“O problema com o Terra era que o lastro deles era um token que eles também criaram. O lastro do Tether são os títulos do tesouro dos EUA, é a economia dos EUA, então você não pode ter traders nos atacando porque temos todas as reservas.”

No episódio, os dois também discutem:

  • Como funcionam as stablecoins
  • Stablecoins algorítmicas vs. stablecoins tradicionais
  • A saga de deppeging do TerraUSD
  • Casos de uso de stablecoins em economias em desenvolvimento
  • Tether Peso e Tether Gold
  • “Guerra das stablecoins”: Tether (USDT) vs. USD Coin (USDC) vs. Binance USD (BUSD)
  • Regulamento de stablecoin
  • Moedas digitais do banco central x stablecoins

Ouça o episódio completo no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts, ou TuneIn para obter todas as informações sobre stablecoins e Tether. Você também pode conferir o catálogo de programas do Cointelegraph na nova página Cointelegraph Podcasts.

VEJA MAIS:

Fonte

Related articles