Criptomoedas desconhecidas sobem até 147% com airdrop da Arbitrum enquanto o Bitcoin segue de lado à espera do Fed

Na manhã desta quarta-feira (22), o mercado de criptomoedas movimentava US$ 1,18 trilhão (+1,15%) e o Bitcoin (BTC) era negociado acima de US$ 28,1 mil (+0,32%) com 46,2% de dominância de mercado. O avanço do mercado cripto parecia correlacionado ao mercado de ações, já que o Dow Jones, S&P 500 e Nasdaq operavam em 32.560 (+0,98%), 4.002 (+1,30%) e 11.860 pontos (+1,58%), respectivamente.

Os números demonstravam certa calmaria dos investidores, pelo menos nas primeiras horas que antecediam o término da reunião do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc), o comitê de política monetária do Federal Reserve (Fed), o banco central dos EUA, que anuncia os novos números de sua taxa de juros.

Related articles

Os analistas esperam que a instituição monetária reduza o arrocho do combate à inflação por causa da crise do setor bancário, agrava do colapso de diversos bancos nos últimos dias. A expectativa gira em torno da injeção de liquidez liderada pelo Fed e outros grandes bancos centrais para evitar um colapso na economia por saques em massa e quebra generalizada, que poderiam jogar a macroeconomia em uma recessão. 

A maioria das principais altcoins em capitalização de mercado avançavam diante do otimismo do mercado. O ETH respondia por US$ 1.790 (+1,65%), o DOGE se convertia em US$ 0,075 (+4,38%), o MATIC se estabelecia em US$ 1,14 (+1,75%), o SHIB era comprado por US$ 0,000010 (+2,68%), o AVAX era negociado por US$ 14,45 (+3%), o LINK estava avaliado em US$ 7,53 (+6,76%) e o XLM se equiparava a US$ 0,094 (+8,35%).

No caso das altas de dois dígitos, o XRP representava US$ 0,45 (+15,89%), o ALGO se transformava em US$ 0,23 (+11,45%), o ADA se transformava em US$ 0,37 (+10%), o CELR era transacionado por US$ 0,023 (+15%), O gtc equivalia a US$ 2,24 (+12,58%), o TMG valia US$ 2,97 (+14%) e o TOMI se transformava em US$ 1,96 (+52%).

Pelo que era possível perceber, a alta de diversos tokens coincidia com o airdrop do ARB, token de governança da blockchain de camada 2 (L2) Arbitrum, que acontece nesta quinta-feira (23) com a listagem do ARB em diversas exchanges centralizadas e descentralizadas. Em linhas gerais, os tokens em alta pertenciam a tokens nativos e/ou utility tokens de blockchains ou protocolos de finanças descentralizadas (DeFi) que operam via Arbitrum em suas transações.

Um desses casos era o pouco conhecido SWPR, token do aplicativo formador de mercado automatizado Swapr, que era negociado por US$ 0,077 (+147%). 

Gráfico diário do par SWPR/USD. Fonte: CoinMarketCap

O protocolo multi-chain, cujo token também representa governança e outras funções do aplicativo, contará com 515.081 ARB entre seus usuários, montante que representa a 49ª colocação em volume do airdrop. 

O SWPR não era caso isolado em relação a altcoins desconhecidas com altas expressivas aparentemente relacionadas ao ARB. De acordo com o monitoramento do CoinMarketCap, outras altcoins relacionadas ao ecossistema Arbitrum avançavam com a aproximação do airdrop, entre as maiores altas estavam: 3xcalibur (XCL), negociado a US$ 0,42 (+50%); Saddle (SDL), avaliado em US$ 0,016 (+50%); Rari Governance Token (RGT), cotado a US$ 0,31 (+30%); Vesta Finance, precificado em US$ 0,73 (+28%); Hamachi Finance (HAMI), negociado por US$ 0,0013 (+18%).

Apesar de muitos investidores terem perdido o airdrop da Arbitrum, alguns analistas apontam possíveis caminhos para lucrar até 500% com o ARB, conforme noticiou o Cointelegraph Brasil.

LEIA MAIS:



Fonte