CEO da Galaxy Digital ‘não ficaria surpreso’ se o Bitcoin atingisse US$ 30 mil neste trimestre

Related articles

O CEO da Galaxy Digital Holdings, Mike Novogratz, acredita que há uma chance de o Bitcoin (BTC) retornar ao patamar de US$ 30.000 ou mais antes do final de março.

De acordo com uma reportagem da Bloomberg publicada em 15 de fevereiro, Novogratz falou em uma conferência do Bank of America no mesmo dia e disse que teria sido o “cara mais feliz do mundo” se 2022 terminasse com o BTC em US$ 30.000, mas acrescentou:

“Quando olho para a ação de preço, quando vejo a empolgação dos clientes ligando, o FOMO crescendo, não me surpreenderia se alcançássemos US$ 30.000 no final deste trimestre.”

A previsão é bem menos otimista do que outras que Novogratz fez no passado. O CEO da Galaxy já acreditou que o Bitcoin poderia chegar a US$ 500.000 até o final de 2027 se o Banco Central dos Estados Unidos (Fed) continuasse aumentando as taxas de juros.

Anunciando @novogratz como o número 48 dos 100 principais influenciadores de criptomoedas e blockchain segundo o Cointelegraph

O ex-parceiro do Goldman Sachs virou um magnata das criptomoedas e fundador da @galaxyhq, uma grande firma de investimento que adquiriu as instalações de mineração da @ArgoBlockchain e recentemente ganhou um leilão para comprar a @GK8_Security.

— Cointelegraph (@Cointelegraph) 

Durante a conferência de quarta-feira, Novogratz mencionou novamente os aumentos da taxa de juros do Fed, que anunciou um aumento de 25 pontos base em 1º de fevereiro. Novogratz disse que não esperava que o Fed mudasse de tom tão cedo:

“O que me deixa cético de que podemos ter as máximas explosivas do passado de volta este ano é o presidente [do Fed] Powell. Ele está realmente fazendo o que diz que vai fazer, e não vejo o Fed pivoteando e cortando [as taxas de juros] tão cedo”.

Juntamente com o aumento da taxa de juros em fevereiro, Powell indicou que a inflação nos EUA começou a desacelerar, fazendo com que o Bitcoin subisse rapidamente acima de US$ 24.000 antes de cair novamente abaixo de US$ 22.000.

A impressão do Índice de Preços ao Consumidor (CPI) dos EUA para janeiro veio exatamente como o esperado em 14 de fevereiro, fazendo com que o Bitcoin valorizasse quase 12% em 24 horas, quando chegou a atingir mais de $ 24.700 – seu nível mais alto desde meados de agosto do ano passado, de acordo com dados do Cointelegraph.

O sentimento em relação às criptomoedas também parece saudável, com o Índice de Medo e Ganância subindo nove pontos, chegando a 62 em 100, e movendo a escala do território “neutro” para o de “ganância”.

Gráfico de um ano do Índice de Medo e Ganância mostra que ele atingira a 60 pontos pela última vez em 28 de março de 2022. Fonte: Alternative

O Bitcoin ainda precisaria valorizar cerca de 22% adicionais até 31 de março para atingir o preço previsto por Novogratz.

LEIA MAIS



Fonte