Bitcoin atinge 1 milhão registrando novo recorde de carteiras e está pronto para alta de 70% diz análise

Related articles

O preço do Bitcoin (BTC) apresentou uma grande alta em março e vem sendo negociado entre US$ 27.800 e US$ 28 mil, mostrando que os touros estão novamente no controle do mercado de criptomoedas e saindo de um intervalo de 273 dias de baixa.

Depois de avaliar o fluxo de pedidos e os dados on-chain, os analistas da Bitfinex concluíram que esse aumento no preço além da faixa alta pode ser atribuído a investidores do mercado Spot e por traders de grande e pequeno porte.

“O recente aumento no preço do BTC além da alta de longo prazo é um sinal promissor para o mercado de criptomoedas. O fluxo de pedidos e os dados on-chain indicam que esse aumento no preço além da faixa alta pode ser atribuído ao mercado Spot e realizado por investidores e traders de grande e pequeno porte”, destacou.

O relatório aponta também que em menos de um mês, a rede Bitcoin registrou quase um milhão de novas carteiras com saldos diferentes de zero, elevando seu total a um novo recorde histórico de 44,778 milhões em março.

Além disso, a Média Móvel Exponencial (EMA) de sete dias de novos endereços envolvidos com a rede Bitcoin tem exibido uma tendência ascendente desde agosto de 2022 e atingiu seu nível mais alto desde meados de 2021, este mês. A recuperação dessas métricas é um indicador positivo da crescente adoção da rede

“No entanto, é essencial observar que a entrada de novos participantes no mercado e as compras em Spot geralmente estão associadas aos estágios iniciais de um mercado em alta ou aos estágios posteriores de um mercado em baixa. Portanto, é prudente aguardar a confirmação de que a quebra da faixa de 273 dias é sustentada antes de iniciar as compras de BTC no mercado”, destacou.

Ainda segundo a Bitfinex, grandes investidores estavam acumulando BTC em níveis abaixo de US$ 18.000 e, com o preço aumentando em 50%, agora que o preço subiu, novos investidores entrando no mercado é um sinal positivo de longo prazo.

“Isso é um bom presságio para a saúde de longo prazo do mercado BTC”, disse.

Touros em momento importante

Uma outra análise, da TC, aponta que US$ 28 mil foi o fundo da região de consolidação de meados de 2022. Segundo a empresa, frequentemente quando há rompimentos de resistências relevantes, ocorre um reteste da mesma região para depois seguir o movimento.

“O cenário base é de continuação, até que o ativo busque a região dos US$ 31 mil, que é uma forte zona de oferta. Por outro lado, se, no pullback, o ativo perder a região dos US$ 24 mil, o cenário pode inverter novamente e o ativo pode buscar os US$ 20 mil novamente.

A empresa destaca ainda que com o mercado desconfiado do sistema bancário e do sistema financeiro tradicional como um todo, cresce a demanda para reservas de valor como ouro físico e Bitcoin. O Bitcoin teve uma performance dos últimos 7 dias expressiva, que só foi vista no início de 2021, e no final de 2017, no pico do ciclo de alta.

“Trata-se de um movimento de forte convicção. Além disso, chama a atenção o Bitcoin se tornando mais correlacionado ao ouro e menos correlacionado com o S&P, um movimento lógico para quem é nativo de cripto, mas que não vinha sendo a norma. Aparentemente os investidores estão se dando conta da verdadeira proposta de valor do Bitcoin”, afirma.

O TC aponta que o BTC está se distanciando dos múltiplos eventos extremos que ocorreram no mercado de criptomoedas e que os indicadores on-chain vão confirmando a formação
de fundo no ativo e, neste contexto, dois novos indicadores de topos e fundos da Glassnode trazem importantes insights.

“O Bitcoin Cycle Extreme Oscillators mostra pontos extremos dos movimentos do ativo, dignos de capitulação(fundo) ou euforia(topo), e evidencia que o range de preços entre 16k e 18k era um desses pontos.

Já o segundo gráfico, ‘Recovering from a bear market’ mostra o quão saudável é o movimento de alta seguido de um bear market. Esse indicador junta uma série de modelos de topos e fundos e mostra a confluência entre eles. No caso deste movimento de alta há uma confluência de 5 de 8 modelos, o que indica um movimento bastante saudável de alta”, analisa.

 

A análise da empresa finaliza destacando que outro efeito colateral deste movimento de alta ocorre no mercado de mineradores. Os mineradores que vinham em capitulação, desligando máquinas e com operações deficitárias, em média se tornam lucrativos com esses preços de Bitcoin, reforçando o momento positivo no mercado de criptomoedas.

“Neste ciclo, dois tokens para ficar de olho são Matic e ImmutableX. O MATIC pois a blockchain líder em business development, anunciou mais uma parceria importante, dessa vez com SalesForce e no caso do ImmutableX o protocolo ptambém segue anunciando importantes parcerias como a recente também realizada com a Polygon”, finaliza.

LEIA MAIS

Aviso: Esta não é uma recomendação de investimento e as opiniões e informações contidas neste texto não necessariamente refletem as posições do Cointelegraph Brasil. Cada investimento deve ser acompanhado de uma pesquisa e o investidor deve se informar antes de tomar uma decisão.

Fonte