Aave congela negociação de stablecoin na v3 Avalanche à medida que a atividade aumenta nos CEXs

Related articles

O protocolo de empréstimo Aave congelou a negociação de stablecoin e definiu a relação empréstimo-valor (LTV) para zero em resposta à recente volatilidade de preços em stablecoins após o USD Coin ( USDC ) ser desvinculado em 11 de março. 

De acordo com o fórum de governança da Aave, o congelamento das negociações segue uma análise da empresa descentralizada de gerenciamento de riscos financeiros Gauntlet Network, recomendando que todos os mercados v2 e v3 sejam temporariamente pausados.

“Definir LTV como 0 definitivamente ajuda em todos os lugares, mas no Avalanche v3 Pool, dado que a infraestrutura cross-chain não cobre o Avalanche, o Aave Guardian pode agir imediatamente. Definir o LTV como 0 na prática desconta o ‘poder de empréstimo’ do ativo, sem afetar o HF de qualquer posição do usuário”, observou um participante na discussão do fórum.

O LTV é uma métrica importante que determina quanto crédito você pode proteger usando criptomoeda como garantia. Expresso em percentagem, o rácio é calculado dividindo o montante do crédito contraído pelo valor do colateral.

A análise de risco da Gauntlet examinou o número de insolvências que podem ocorrer em diferentes cenários, considerando que o preço do USDC se estabiliza, recupera ou cai significativamente:

“O modo V3 assume correlação de ativos de stablecoin, mas, neste momento, essas correlações divergiram. O risco aumentou, pois o bônus de liquidação é de apenas 1% para USDC no modo emode. Para dar conta dessas suposições que não são mais verdadeiras, recomendamos pausar os mercados. […] A preços atuais, as insolvências são de aproximadamente 550 mil. Isso pode mudar dependendo da trajetória do preço e de outros desvios.“

Saldos em USD por protocolo e ativos por símbolo e protocolo. Fonte: Rede Gauntlet See More

As exchanges de criptomoedas tiveram um aumento no volume de negociação nas últimas horas após o colapso do Silicon Valley Bank (SVB) em 10 de março, de acordo com o provedor de dados de ativos digitais Kaiko.

O SVB  foi fechado  pelo Departamento de Proteção Financeira e Inovação da Califórnia em 11 de março, após uma corrida aos bancos desencadeada pelos últimos relatórios financeiros do banco, que mostraram que havia vendido uma grande quantidade de títulos no valor de US$ 21 bilhões – com prejuízo de cerca de US$ 1,8 bilhão. O órgão de vigilância da Califórnia também nomeou a Federal Deposit Insurance Corporation como receptora para proteger os depósitos segurados.

A Circle, a empresa por trás do USDC,  divulgou em 11 de março que US$ 3,3 bilhões de suas reservas de US$ 40 bilhões estavam paradas no SBV, resultando em seu preço caindo abaixo de US$ 1 e impactando outras stablecoins.

LEIA MAIS



Fonte