Vitalik Buterin vende toneladas de memecoins e faz preços desabarem até 99%

Vitalik vende shitcoins

O criador do Ethereum, Vitalik Buterin, vendeu uma quantidade massiva de memecoins na manhã desta terça-feira (7), causando uma queda de preço de até 99% em alguns ativos.

Ao despejar toneladas de tokens que recebeu de graça, incluindo 500 trilhões de SHIK, 10 bilhões de CULT e 50 bilhões de MOPS, o movimento resultou em um impacto negativo nos projetos suspeitos e nos investidores que possuem tais tokens.

As criptomoedas vendidas por Vitalik são consideradas “shitcoins“, ou seja, ativos com pouco ou nenhum valor que não tem nenhuma utilidade ou propósito.

Os criadores de shitcoins costumam enviar tokens para o endereço publico de Vitalik porque isso pode ser usado para enganar possíveis interessados, já que quem enviou as moedas afirma que o criador o Ethereum comprou a memecoin.

Vitalik vende shitcoins

O envio de shitcoins para a carteira de Vitalik, portanto, é uma tentativa de tentar aumentar a popularidade e relevância de um token. A maioria das memecoins recém-nascidas tem uma capitalização de mercado insignificante, então a venda em massa drena a liquidez e desencadeia uma queda maciça de preço.

Related articles

De acordo com dados da blockchain, Vitalik trocou suas memecoins Mops (MOPS), Cult DAO (CULT) e Shikoku (SHIK) por 440 unidades de Ethereum, cerca de R$ 3.56 milhões de reais.

SHIK Cult Dao queda
SHIK Cult Dao queda

Por que Vitalik vendeu suas memecoins?

Enquanto alguns investidores se mostraram desapontados com a decisão de Vitalik, outros acreditam que ele está vendendo os ativos para cobrir despesas e reduzir sua carga tributária, já que essas vendas serão contabilizadas como receita em sua declaração de imposto de renda.

Apesar da venda das shitcoins, o preço do Ethereum subiu quase 1% nas últimas 24 horas e o volume de negociações ficou estável, o que significa que a decisão não tem efeito negativo no Ethereum.

Alguns usuários do Twitter se mostraram revoltados com a situação, com alguns irritados com os projetos que enviaram tokens gratuitos para Vitalik e agora estão vendo seus investimentos virarem pó.

Shitcoins de graça

Vitalik começou a receber shitcoins em sua carteira publica em 2020, quando a criptomoeda Shiba Inu lhe enviou meio quatrilhão de SHIB, ou 50% do suprimento total com base nas regras do protocolo.

Revoltado por ser mencionado por milhares de pessoas como um investidor de Shiba, Vitalik vendeu 50 trilhões de tokens por cerca de 1 bilhão de dólares e doou o dinheiro para a India Covid Relief Fund.

O movimento drenou a liquidez da pool da SHIB e fez com que o preço da moeda despencasse mais de 60%. Outras moedas despejadas por Vitalik no Passado incluem AKITA e ELON. Os valores são sempre doados para instituições de caridade, incluindo Givewell e a Fundação Matusalém.

Com o passar do tempo, Vitalik recebeu centenas de outras shitcoins em sua carteira pública e passou a despejá-las com frequência, chegando até mesmo a fazer uma postagem pedindo que os usuários não o enviassem “moedas de cachorro”.

Recentemente o homem por trás da segunda criptomoeda mais importante do mercado propôs uma solução para criar endereços furtivos, o que significa que Vitalik não quer mais que sua carteira seja pública.



Fonte