STX, CFX, SSV, AGIX e GRT são os criptoativos de melhor desempenho em fevereiro

Related articles

O mês de fevereiro começou com os investidores esperançosos de que um pivô da política monetária do Banco Central dos EUA (Fed) mais cedo do que o esperado pudesse ocorrer, mas esse sentimento desapareceu quando os dados de inflação e de emprego vieram além das expectativas dos mercados. Enquanto o início do mês foi otimista para o mercado cripto, o Bitcoin (BTC) recuperu 60% desde as mínimas de fevereiro em cerca de US$ 21.500 para o pico de US$ 25.250.

No entanto, alguns ralis movidos por novas narrativas ainda causaram um crescimento significativo nos preços de algumas altcoins. As principais narrativas foram NFTs no Bitcoin, derivadtivos de staking líquido (LSDs) em projetos da Ethereum e projetos vinculados à Inteligência Artificial (AI).

Vamos revisar as moedas de melhor desempenho do mês.

Stacks (STX)

A Stacks ganhou muita atenção quando o hype dos Ordinal começou no início do mês. A Gamma, um projeto baseado no Stacks, permitiu a criação de ordinals de Bitcoin. No entanto, a funcionalidade de comercialização e cunhagem pública de ordinals no Stacks ainda está em desenvolvimento.

Enquanto isso, o Stacks enfrenta a concorrência de outras blockchains, com os desenvolvedores trabalhando para permitir a negociação de NFTs do Bitcoin na Ethereum. A Yuga Labs, a principal empresa de NFTs do mercado, anunciou uma coleção generativa de 300 peças na rede do Bitcoin em 27 de fevereiro. O leilão (ou cunhagem) provavelmente será realizado na Ethereum devido à falta de infraestrutura na rede do Bitcoin. Assim, à medida que o Stacks atrasa o desenvolvimento dos ordinals em seu ecossistema, mais cadeias com maior liquidez estão tirando vantagem de outras soluções.

Os fundamentos da blockchain do Stacks não corroboram com o aumento de preços, o que sugere que poderia se tratar de um movimento puramente especulativo, dado o potencial de crescimento da rede. No curto prazo, o STX corre o risco de uma retração da parte superior de sua faixa de negociação nos pares STX/USD e STX/BTC. No entanto, se os compradores puderem superar a resistência em US$ 1,02, há uma probabilidade de o STX alcançar um novo recorde histórico de preço em US$ 3,40.

Gráfico semanal STX/USD. Fonte: TradingView

Conflux (CFX)

A Conflux Network recebeu um impulso significativo em 15 de fevereiro, quando a equipe da blockchain anunciou uma parceria com o segundo maior serviço de telecomunicações da China, a China Telecom. A gigante das telecomunicações fornecerá cartões SIM móveis habilitados para blockchain para mais de 200 milhões de usuários. O cartão SIM armazenará uma chave pública e uma privada, armazenando dados de usuário transferíveis através de um formulário criptografado.

Ao longo dos anos, a Conflux ganhou a reputação de ser a única blockchain corporativa chinêss com parceiros locais como Oreo, McDonald’s e a rede social chinesa equivalente ao Instagram Little Red Book. A blockchain também hospeda uma Stablecoin atrelada ao Yuan chinês que possui o aval do do governo chinês, o que é altamente encorajador, dada a rigorosa influência das autoridades sobre as políticas estatais.

A Conflux Network utiliza mecanismos de prova de trabalho e prova de participação combinados para aumentar a escalabilidade e a descentralização de sua rede. A rede processa entre 3.000 a 6.000 transações por segundo (TPS), o que é consideravelmente superior às 15 TPS da Ethereum.

Embora a Conflux tenha estabelecido parcerias com grandes marcas em operação nos mercados chineses, a atividade na blockchain ainda não justifica o aumento de 500% no preço do CFX em fevereiro. Os dados mostram que o número de novos endereços da Conflux e de NFTs cunhados na plataforma permaneceu em pé de igualdade com os meses anteriores, sem um pico evidente.

Isso levanta preocupações sobre a sustentabilidade do hype criado em torno da blockchain chinesa. Muitas parcerias no espaço blockchain muitas vezes falharam devido à falta de integrações e adoção no mundo real.

Número de NFTs cunhados na Conflux mensalmente. Fonte: Conflux Scan

O rali vertical do par CFX/USD encontrou resistência na máxima de outubro de 2021 em US$ 0,34. Os níveis psicológicos de US$ 0,20 e US$ 0,10 atuarão como suporte em caso de retração.

SSV Network (SSV)

A SSV Network se beneficiou do hype em torno da atualização Shanghai da Ethereum, que alimentou a ascensão dos tokens de staking líquido (LSD). A SSV Network é um provedor de infraestrutura que provavelmente fornecerá suporte de back-end para plataformas LSD para ajudar a descentralizar a rede Ethereum.

O projeto está trabalhando na idéia de tecnologia de validador distribuída (TDVT), proposta pela primeira vez pelo co-fundador da Ethereum, Vitalik Buterin, em seu design da Ethereum 2.0. A tecnologia aprimora a segurança e a descentralização da rede POS da Ethereum, permitindo que os participantes e validadores menores usem a rede SSV para executar nós de validação da Ethereum.

Em 19 de janeiro, a equipe anunciou a criação de um fundo de ecossistema de US$ 50 milhões para apoiar o desenvolvimento da tecnologia. O fundo tem o suporte dos principais capitalistas de risco do mercado de criptomoedas, incluindo o Digital Moedourency Group, a Coinbase Ventures, Hashkey, NGC, Everstake, GSR e SevenX.

O projeto ganhou muita atenção como patrocinador oficial do ETH Denver Hackathon 2023, onde o projeto deu doações às equipes que desenvolvessem projetos baseados na tecnologia de TVP. A rede SSV tem um potencial significativo de adoção pelos protocolos LSD, à medida que a quantidade de Ether em staking aumentar após a atualização Shangai.

Ainda assim, uma parcela significativa dos ganhos de 160% acumulados em fevereiro podem ser atribuídos a uma rotação dos tokens LSD super-valorizados em direção a outros protocolos que possam se beneficiar da atualização Shangai.

Tecnicamente, o token SSV está no modo de descoberta de preços, registrando novas máximas históricas. Portanto, é provável que o token continue a subir, especialmente se as principais plataformas LSD como Lido ou Rocket Pool anunciarem a integração da rede SSV.

No entanto, o token atingiu o nível psicológico de US$ 50 em 27 de fevereiro, que poderia implicar em alguma realização de lucro por parte dos investidores. Por outro lado, o token provavelmente encontrará suporte próximo as máximas de 2022 em US$ 21.

SingularityNET (AGIX)

A Singularitynet se beneficiou do hype contínuo de projetos relacionados à IA. O marketplace do protocolo convida os usuários a comprar serviços de IA através de sua criptomoeda nativa, o AGIX. O preço do token saltou quase 12 vezes desde o início de 2023, de US$ 0,045 para um pico de US$ 0,58.

A mais recente alta da singularitynet pode ser atribuída à sua parceria com a Cardano. Atualmente, o protocolo reside na Ethereum para hospedar bots de IA rudimentares para processamento de imagens, traduções de idiomas e análise estatística. A migração para Cardano deu um enorme impulso ao protocolo, que passou a oferecer serviços de staking de ADA e facilitar as operações de uma ponte descentralizada entre a Ethereum e a Cardano.

O Agix reverteu de seus níveis próximos a máxima histórica de US$ 0,63, o que poderia continuar a fornecer resistência aos touros. À medida que o hype da IA diminui, uma correção para os suportes em US$ 0,33 e US$ 0,15 não pode ser descartada. No entanto, se os compradores conseguirem elevar o preço acima do nível de resistência de US $ 0,63, o AGIX poderá subir significativamente.

Graph Protocol (GRT)

Assim como o SingularityNet, o protocolo The Graph também se beneficiou do hype da narrativa de IA. O protocolo de indexação na Ethereum e na IFPS está em transição lenta para uma rede de camada 1 independente. Funciona através da coordenação entre os desenvolvedores de subgrafos, que criam e armazenam um banco de dados facilmente acessível de blockchains e desenvolvedores de aplicativos descentralizados, que, por sua vez, usam esse banco de dados para criar seus produtos.

De acordo com um relatório recente da Messari, a receita do The Graph aumentou 66% no quarto trimestre 2022 em comparação com o trimestre anterior. O número de subgrafos na rede aumentou de forma consistente, com um aumento de 12% na receita dos participantes da rede.

O token GRT tem um potencial de alta significativo se o crescimento da rede for capaz de se sustentar. Tecnicamente, os níveis de colapso de julho do ano passado em US$ 0,33 e as máximas de 2022 em US$ 0,51 serão os alvos prováveis para os touros, com apoio no nível psicológico de US$ 0,1 e o preço de abertura anual de 2023 de US$ 0,056.

As opiniões, pensamentos e opiniões expressos aqui são os autores e não refletem ou representam necessariamente as opiniões e opiniões do cointelegraph.

Este artigo não contém conselhos ou recomendações de investimento. Todo movimento de investimento e negociação envolve riscos, e os leitores devem conduzir sua própria pesquisa ao tomar uma decisão.

LEIA MAIS

Fonte