preço do Bitcoin em março subir mais de 97% quando comparado ao S&P 500

Related articles

A recente alta do Bitcoin em março, que trouxe a criptomoeda novamente acima de US$ 27 mil, já tornou o BTC um dos ativos mais rentáveis do ano, superando em quase 100% o retorno do S&P 500.

Além disso, como aponta o Cryptomaniaks.com, com a recente quebra do Silicon Valley Bank, as pessoas estão ficando cada vez mais preocupadas em manter seu dinheiro no sistema bancário e muitas dessas pessoas estarão procurando maneiras alternativas de assumir o controle de seu dinheiro e garantir que eles recuperem seu sentimento de poder e mantenham seu dinheiro seguro.

“Para colocar isso em perspectiva, apenas 12 empresas do S&P 500 alcançaram retornos superiores a 35% este ano até o momento. Isso significa que o Bitcoin não está apenas superando os retornos acumulados de 27,20% da FedEx (NYSE: FDX), os retornos acumulados de 19,30% da Apple (NASDAQ: AAPL) e os retornos acumulados de 17,80% da Amazon (NASDAQ: AMZN); mas o Bitcoin está superando 97,6% das 500 principais empresas de capital aberto nos EUA”, destacou o Cryptomaniaks.

É a hora do Bitcoin brilhar

Mel Gelderman, CEO of token.com, destaca que colapsos bancários como o recente tendem a ser grandes notícias porque ‘falir’ é exatamente o oposto do que os bancos deveriam fazer.

“Os bancos são onde as pessoas e as empresas vão para manter seus fundos seguros. Quando as coisas dão errado, é compreensível que isso gere preocupação. Isso pode levar a uma corrida de saques. Até agora, não vimos nenhuma grande corrida a bancos, e instituições como o Federal Reserve garantiram ao público que o sistema financeiro é estável. Ainda assim, alguns temem que possamos estar à beira de um desastre no estilo de 2008”, disse.

Gelderman destaca que o Bitcoin nasceu justamente da crise financeira global de 2008 e seu criador pseudônimo Satoshi Nakamoto deixou isso claro quando eles deixaram uma mensagem oculta que dizia “Chanceler à beira do segundo resgate para bancos” na base de código do blockchain quando foi lançado.

“Enquanto os bancos enfrentam uma nova rodada de testes de estresse, o Bitcoin está de volta aos holofotes. Ele subiu mais de 25% na última semana, aumentando as esperanças de uma possível recuperação do mercado. Seus entusiastas argumentam que o Bitcoin é a resposta para as falhas do mundo financeiro tradicional”, afirma.

Segundo ele, ao contrário dos Bancos, o Bitcoin oferece a seus usuários controle total de seus ativos, tem uma oferta limitada de 21 milhões e seus atributos estão se provando cada vez mais válidos frente a dinâmica da economia global baseada na impressão desenfreada de dinheiro.

“O Bitcoin ainda está cerca de 60% abaixo de seu preço mais alto de novembro de 2021. Mas, à medida que aparecem as fraquezas no sistema bancário tradicional, a proposta de valor do Bitcoin como uma reserva de valor de ouro digital está voltando à tona. Após 14 anos, o Bitcoin ainda está vivo e bem. E esta é a sua hora de brilhar”, finalizou.

LEIA MAIS

Aviso: Esta não é uma recomendação de investimento e as opiniões e informações contidas neste texto não necessariamente refletem as posições do Cointelegraph Brasil. Cada investimento deve ser acompanhado de uma pesquisa e o investidor deve se informar antes de tomar uma decisão.

Fonte