Métrica do Bitcoin imprime ‘mãe de todos os sinais de alta do BTC’ pela 4ª vez na história

Related articles

Uma métrica de preço do Bitcoin (BTC) ficou verde apenas pela quarta vez na sua história esta semana, em um grande alerta aos ursos.

Em um tweet publicado em 16 de fevereiro, o analista de mercado de criptomoedas Mohit Sorout anunciou que o indicador de custo médio do dólar (DCA) agora estava “sugerindo que estamos em um mercado de alta.”

Rompimento do DCA precedeu umaa alta de preço do BTC de 640% no passado

Mais recente métrica do Bitcoin indicativa de uma alta sustenatda no longo prazo, o indicador DCA está chamando a atenção dos principais círculos de investidores de criptomoedas.

Seus sinais de compra são raros. Apenas três ao longo da história do Bitcoin, disse Sorout. Todos eles anteciparam um aumento significativo no preço do BTC.

“Hoje é a quarta vez que este sinal sugere que o Bitcoin está em um mercado de alta furioso”, escreveu ele em comentários à postagem, descrevendo o evento como “a mãe de todos os sinais de alta do btc.”

A mãe de todos os sinais de mercado de alta do $ btc piscou – o indicador DCA

Historicamente, ele brilhou apenas três vezes na história do btc e cada uma destas ocorrências levou a ralis maciços de
7400% (2015)
160% (2019)
640% (2020)

Hoje é a 4ª vez que este sinal está sugerindo um mercado de alta

— Mohit Sorout (@singhsoro)

O DCA refere-se a uma estratégia de investimento em que um comprador aloca uma quantia fixa de capital para ganhar exposição a um ativo em intervalos pré-definidos. Isso pode significar comprar US$ 10 por semana em Bitcoin regularmente como uma maneira ideal de ganhar exposição a criptomoedas voláteis.

O indicador DCA mede a lucratividade relativa de uma estratégia hipotética de DCA envolvendo compras de US$ 1 por dia durante um ano.

Uma vez que o indicador cruza o território lucrativo, marcado como 365 em sua escala, os principais mercados de alta da história do BTC começaram, Sorout argumenta. Uma exceção parece ser meados de 2022, quando um movimento acima da marca de 365 foi posteriormente revertida e o par BTC/USD iniciou sua jornada para mínimas de vários anos que culminou em US$ 15.600 em novembro passado.

No entanto, em meio a uma atmosfera de fé crescente na recuperação duradoura do Bitcoin em 2023, outros analistas também estavam dispostos a dar o benefício da dúvida ao último rompimento do preço do BTC.

“Raro sinal massivo de compra de Bitcoin”, declarou Dan Tapiero, fundador e CEO da 10T Holdings, em uma repostagem das descobertas de Sorout.

Cruz da morte do preço do Bitcoin e um “rompimento fracassado”

Além do DCA, outro raro sinal de alta evidenciado este mês vem na forma do oscilador Williams %R, informou o Cointelegraph.

Dependendo do prazo, no entanto, os sinais de alta do Bitcoin ainda não apontam inequivocamente para a lua.

Caleb Franzen, um analista sênior de mercado da Cubic Analytics que sinalizou o rompimento recente, está alertando seus seguidores que a mais recente fuga do Bitcoin para máximas de seis meses representa um “rompimento fracassado.”

Depending on the timeframe, however, its Bitcoin bull run signals do not yet point unequivocally to the moon.

A maior criptomoeda do mercado também enfrenta um grande obstáculo sob a forma de diversas médias móveis (MAs) que atuaram como resistência durante grande parte de 2022.

Dados do Cointelegraph Markets Pro e da TradingView mostram ainda duas médias móveis no gráfico semanal formando uma “cruz da morte” pela primeira vez na história este mês.

Gráfico semanal BTC/USD com médias móveis de 50 e 200 períodos (Bitstamp). Fonte: TradingView

As visões, pensamentos e opiniões expressas aqui são exclusivas dos autores e não necessariamente refletem ou representam as visões e opiniões do Cointelegraph.

LEIA MAIS



Fonte