Mercado Bitcoin, nova memecoin na NovaDax, Gemini em português, novidades na Algorand e muito mais

O mercado de criptomoedas no Brasil está com diversas novidades neste último dia de fevereiro. Uma delas é do Mercado Bitcoin que anunciou a fase final de seu projeto “tokenize sua ideia”. Segundo o MB, dos 52 projetos inscritos, oito foram selecionadas para o pitch; dois deles serão escolhidos pela banca avaliadora e ganharão um workshop sobre planejamento de tokenização, junto dos maiores profissionais do universo blockchain

“Nós vimos muitas ideias boas, mas que ainda precisam de elaboração para sair do papel. Para desenvolver um projeto na indústria é preciso ter certos níveis de conhecimento tecnológico, financeiro, mercadológico e regulatório. Por isso, criamos o Tokenize sua Ideia porque acreditamos que democratizar essa indústria também é dar acesso para quem a constrói e esse é um subsídio necessário para o desenvolvimento do setor”, destacou Fabrício Tota, diretor de Novos Negócios do MB.

Os projetos selecionados foram: Startups tokens, por Fernando Luis de Castro; Ekonavi ReFi Tokens, por Breno Greive Vegas; A Coleta Geek, por Fabiano Holtsmann; Condomínios Token, por Andriel da Silva; BrPunk, por Renato Shirakashi de Sousa; MB Carbon Token, por Umberto Antonio Janoni De Vuono; Up Vendas, por Francisco Lúcio de Rodrigues Silva e Bacharis Project, por Marcelo Guzella

NovaDax e Gemini

Quem também conta com novidade é a NovaDAX que anunciou a listagem da memecoin Floki Inu (FLOKI) que disparou cerca de 700% desde o começo do ano. Com a listagem, a NovaDAX se torna a única exchange brasileira a disponibilizar o trade do token em BRL.

Para celebrar a listagem exclusiva da Floki, a NovaDAX preparou uma campanha especial para os traders da exchange. A promoção vai funcionar em duas dinâmicas: usuário que convidar outros usuários e este cumprirem os requisitos da campanha.

Outra novidade é da Gemini. Agora o site e aplicativo da exchange estão disponíveis em português. “Estamos entusiasmados com a promessa da criptomoeda desempenhar um papel central na melhoria do acesso a serviços financeiros em todo o mundo. Acreditamos que proporcionar a experiência da Gemini em português ajudará a transformar essa promessa em realidade”, disse o comunicado da exchange.

Algorand

Outra novidade é que a Unity apresentou sua nova página de categoria “Descentralização” na Unity Asset Store, listando a Algorand como uma de suas soluções testadas para oferecer suporte a desenvolvedores interessados ​​em tecnologia que permite a descentralização em jogos.

A nova categoria Unity Asset Store ajudará esses desenvolvedores a encontrar soluções para gerenciar ativos digitais, configurar contratos inteligentes e construir redes blockchain como a Algorand. 

O SDK da Algorand equipa os desenvolvedores com ferramentas para integrar ativos digitais em seus jogos, “A incapacidade da Algorand de bifurcar garante que os ativos do jogo permaneçam únicos, enquanto sua velocidade e escalabilidade inigualáveis ​​(6.000 TPS), finalização instantânea e baixas taxas de transação o tornam uma escolha natural para desenvolvedores de jogos”, destacou a Algorand.

Axie Infinity

Já a SNACKCLUB realizou recentemente a final do SNACKCLUB Axie Showdown, segunda competição de Axie Infinity realizada pela marca em parceria com a Sky Mavis, estúdio proprietário do jogo Axie Infinity.

A dinâmica foi dividida em duas fases, classificatória com uma premiação de 2.200 AXS e final com um prêmio de 8.800 AXS. O evento reuniu um total de 315 jogadores de inúmeros países que disputaram uma das oito vagas para a final.

A fase final do SNACKCLUB Axie Showdown reuniu os oito finalistas, sendo eles da Argentina, Portugal, Estados Unidos, Malásia, Filipinas e Singapura, em um evento presencial no MyBase Estúdios em São Paulo e contou com uma transmissão ao vivo para o mundo todo no Youtube, Twitch e Facebook.

A transmissão contou com dois apresentadores brasileiros em estúdio e quatro remotos, sendo dois em inglês e dois em espanhol que divulgaram a vitória do jogador Adrian Wojcik das Filipinas.

O SNACKCLUB Axie Showdown faz parte do circuito mundial de campeonatos da Axie Infinity, onde a Sky Mavis fecha parceria com diferentes empresas para serem responsáveis por desenvolver, operacionalizar e produzir esses campeonatos regionais.

“Fechar essa nova parceria com a Sky Mavis mostra que a SNACKCLUB está no caminho certo, engajando a comunidade a partir de uma estrutura capaz de colocar de pé grandes eventos e campeonatos que mostram o potencial do blockchain gaming”, comenta Jonata Micael, Diretor de Marketing da SNACKCLUB.

Evento de NFTs

Outra novidade é que São Paulo será a sede do NFT.Brasil. O evento organizado pela CARABELA e MAAC HUB tem como propósito conectar comunidades, builders e entusiastas de web3 do país. A primeira edição do evento acontecerá nos dias 02, 03 e 04 de junho de 2023, no Pavilhão da Bienal, no Parque Ibirapuera (Portão 03).

O evento será no Pavilhão da Bienal, contará com diversas atrações que vão desde palestras e debates, espaço educacional com cronologia da web3, expo interativa com exibição e venda de obras digitais, até experiência sensorial com projeção imersiva. Além disso, ainda estão previstas áreas dedicadas ao Network e às exposições de marcas.

Marcarão presença no evento artistas como Elektra, Priscila Nassar e Ottis com suas obras expostas, além de coleções de NFTs renomadas como Bored Apes, Yatch Club, Crypto Punks, Where my Vans Go, e farão parte dos talks nomes como Bob Burnquist, Rita Wu, Isabella Kubera e Helo Passos.

Por meio de workshops e ações educacionais será possível traçar um recorte no cenário e perceber como as pessoas estão se organizando e se expressando no Brasil afora utilizando essas ferramentas. A proposta do NFT.Brasil é estar presente na jornada dos diferentes públicos, proporcionando momentos de conexão com os visitantes do evento.

“Acreditamos na diversidade de riquezas do país como a força de um movimento global descentralizado capaz de criar um futuro mais plural. Impulsionado pelo NFT como uma ferramenta disruptiva de expressão e regeneração cultural, ambiental e social”, disse Lucas Santiago Gripp, Project Manager (PMO) do NFT.Brasil.

LEIA MAIS

Aviso: Esta não é uma recomendação de investimento e as opiniões e informações contidas neste texto não necessariamente refletem as posições do Cointelegraph Brasil. Cada investimento deve ser acompanhado de uma pesquisa e o investidor deve se informar antes de tomar uma decisão.

Fonte

Related articles