Imperfeições no logotipo do Bitcoin são encontradas na arte original após 12 anos

Related articles

Enquanto Satoshi Nakamoto é creditado como o criador anônimo do Bitcoin ( BTC ), o que muitas vezes passa despercebido são as contribuições altruístas dos membros da comunidade – mineradores, desenvolvedores, designers, hodlers e investidores – que ajudam a materializar a visão original.

No entanto, descobriu-se que uma dessas contribuições significativas carregava uma imperfeição por mais de 12 anos, invisível a olho nu.

Em 12 de novembro de 2010, o membro bitboy do bitcointalk.org (não relacionado ao YouTuber BitBoy Crypto) postou os arquivos vetoriais do icônico logotipo do Bitcoin, que foi amplamente aceito em todo o mundo.

Enquanto os Bitcoiners pregam a narrativa de “diminuir o zoom” durante os mercados de baixa das criptomoedas, o zoom no logotipo original do Bitcoin mostra uma pequena linha laranja do fundo entrando no “₿” de cor branca.

A informação foi revelada pela primeira vez pelo membro do Crypto Twitter @_Bosch_, que então compartilhou um logotipo Bitcoin atualizado após remover a marca e melhorar as proporções estilísticas. Em uma investigação mais aprofundada, o membro da comunidade @skyler_fs descobriu que uma das curvaturas do logotipo ₿ também não era suave.

A investigação do Cointelegraph sobre as alegações acima confirmou as imperfeições exibidas pelos vetores originais do Bitcoin . A imagem abaixo mostra os dois locais onde existem problemas de design microscópico.

Duas imperfeições encontradas no logotipo do Bitcoin após 14 anos. Fonte: Cointelegraph

A revelação não afeta a forma como o Bitcoin opera e os membros da comunidade não demonstraram nenhuma preocupação sobre isso. Mesmo que alguém criasse novos vetores depois de consertar as falhas, isso não ganharia aceitação geral, a menos que a comunidade decidisse o contrário.

Relacionado: É possível alcançar a liberdade financeira com o Bitcoin?

À medida que os mercados mantêm uma trajetória positiva em direção à recuperação, a empresa de mineração de Bitcoin CleanSpark continua a acumular equipamentos de mineradoras em dificuldades.

O diretor financeiro da CleanSpark, Gary Vecchiarelli, disse que a empresa prevê “crescimento explosivo” em 2023 por meio de fusões e aquisições.

 

“No que diz respeito à nossa estratégia de fusões e aquisições, temos sido uma das mineradoras mais ativas até o momento na aquisição de infraestrutura e máquinas e continuaremos a ser ativos”, acrescentou.

 

LEIA MAIS

 

 



Fonte