Fundo de George Soros estaria buscando exposição ao Bitcoin

O Soros Fund Management, fundo criado em 1970 pelo bilionário George Soros, estaria investindo indiretamente em Bitcoin através de empresas da indústria, como a MicroStrategy de Michael Saylor.

Segundo o CoinDesk, o que também pode ser verificado no relatório trimestral enviado à SEC, o fundo de Soros recorreu ao mercado de opções para isso, comprando 50.000 opções de call e 50.000 opções de put da MicroStrategy.

Conforme a MicroStrategy é a empresa pública com o maior número de bitcoins em caixa, atualmente com R$ 15,6 bilhões em BTC, suas ações são uma das maneiras mais fáceis para grandes investidores terem exposição do Bitcoin sem necessariamente comprá-lo. Afinal, as ações da MicroStrategy costumam orbitar as flutuações do Bitcoin.

Ainda que o CoinDesk aponte que a “natureza desses trades não seja clara”, o jornal também revela que a busca por Bitcoin seria a hipótese mais óbvia.

“A aposta é provavelmente uma estratégia de hedge nas ações da MicroStrategy por meio de opções”, disse um trader ao CoinDesk.

Related articles

Por fim, também é notado que o Soros Fund Management possui US$ 200 milhões (R$ 1 bilhão) em ações da MicroStrategy.

Fundo de George Soros também investiu em mineradora de Bitcoin

Além da MicroStrategy, o relatório trimestral do fundo de George Soros aponta que a firma possui exposição à Marathon Digital Holdings, uma famosa mineradora de Bitcoin listada na Nasdaq.

Segundo as informações, o fundo teria US$ 39,6 milhões (R$ 206 milhões) em debêntures conversíveis da Marathon. Ou seja, estes são títulos que podem ser convertidos por ações da mineradora, que, assim como a MicroStrategy, é altamente dependente do preço do Bitcoin.

Portanto, é possível que o Soros Fund Management esteja usando estas duas empresas para investir indiretamente em Bitcoin.

Uma terceira que aparece no relatório é o banco Silvergate Bank, famoso por seus laços com a falida corretora FTX. No entanto, o fundo de Soros estaria apostando contra as ações do banco, com 100.000 opções de put neste caso, o que não deixa de ser uma estratégia para aproveitar as flutuações do mercado de criptomoedas.

Por fim, todas essas “voltas” do fundo de George Soros parecem ser uma estratégia clara para participar do mercado do Bitcoin enquanto reguladores americanos não liberam maneiras mais fáceis para isso, como um ETF à vista.



Fonte