Derivativos do Bitcoin parecem superaquecidos, mas dados sugerem que os ursos estão em menor número

Related articles

O preço do Bitcoin (BTC) subiu mais de 12% em 15 de fevereiro, marcando a maior alta diária da maior criptomoedas do mercado em mais de seis meses. Curiosamente, o movimento aconteceu enquanto o ouro atingiu mínimas de 40 dias – US$ 1.826 –, indicando alguma mudança potencial na avaliação de risco dos investidores com relação às criptomoedas.

A divulgação da inflação dos EUA em 14 de fevereiro mostrou que os preços ao consumidor aumentaram 5,6% em relação ao ano anterior, seguidos por dados mostrando uma demanda resiliente dos consumidores, fazendo com que os traders repensassem o valor da escassez do Bitcoin. As vendas no varejo dos EUA aumentaram 3% em janeiro em relação ao mês anterior – a maior alta em quase dois anos.

Dados on-chain indicam que os ganhos recentes podem ser rastreados até um misterioso investidor institucional que começou a comprar em 10 de fevereiro. De acordo com os dados da Lookonchain, quase US$ 1,6 bilhão em fundos fluíram para o mercado cripto entre 10 e 15 de fevereiro. A análise mostrou que três notáveis carteiras de USD Coin (USDC) enviaram fundos para várias exchanges.

Mais importante, surgiram notícias de que a exchange Binance está se preparando para enfrentar penalidades e solucionar eventuais penalidades regulatórias e policiais pendentes nos EUA, de acordo com uma reportagem do Wall Street Journal de 15 de fevereiro. O diretor de estratégia da exchange, Patrick Hillmann, acrescentou que a Binance estava “altamente confiante e se sentindo muito confortável com o rumo que essas discussões estão tomando.”

Vejamos as métricas de derivativos para entender melhor como os traders profissionais estão posicionados nas condições atuais do mercado.

Comprados com margem de Bitcoin entraram na faixa “FOMO”

Os mercados de margem fornecem informações sobre como os traders profissionais estão posicionados, pois permitem que os investidores tomem criptomoedas emprestadas para alavancar suas posições.

Por exemplo, pode-se aumentar a exposição tomando stablecoins emprestadas para comprar Bitcoin. Por outro lado, os tomadores de empréstimos em Bitcoin só podem apostar contra a criptomoeda. Ao contrário dos contratos futuros, o equilíbrio entre as margens compradas e vendidas nem sempre é equivalente.

Razão de empréstimo de margem de stablecoin/BTC na OKX. Fonte: OKX

O gráfico acima mostra que a taxa de empréstimo de margem dos traders da OKX aumentou entre 13 e 15 de janeiro, sinalizando que os traders profissionais adicionaram posições compradas de alavancagem quando o preço do Bitcoin ultrapassou a resistência de US$ 23.500.

Pode-se argumentar que a demanda por empréstimo de stablecoins pelos touros é excessiva, já que a razão da taxa de empréstimos de margem stablecoin/BTC acima de 30 é incomum. No entanto, os traders tendem a depositar mais garantias após alguns dias ou semanas, fazendo com que o indicador saia do nível FOMO.

Traders de opções permanecem céticos em relação a um rali sustentado

Os traders também devem analisar os mercados de opções para entender se o rali recente fez com que os investidores se tornassem mais avessos ao risco. O desvio delta de 25% é um sinal revelador sempre que as mesas de arbitragem e os formadores de mercado estão cobrando demais por proteção de alta ou baixa.

O indicador compara opções de compra e de venda semelhantes e ficará positivo quando o medo prevalecer porque o prêmio de opções de venda de proteção é maior do que as opções de compra de risco.

Resumindo, o desvio se moverá acima de 10% se os traders temerem uma queda no preço do Bitcoin. Por outro lado, a excitação generalizada reflete uma inclinação negativa de 10%.

Desvio delta de opções de Bitcoin de 60 dias. Fonte: Laevitas

Observe que o desvio delta de 25% manteve-se neutro nas últimas duas semanas, sinalizando preços iguais para estratégias de alta e de baixa. Essa leitura é altamente incomum, considerando que o Bitcoin valorizou 16,2% de 13 a 16 de janeiro e, normalmente, seria de esperar uma alta excessiva, fazendo com que a inclinação se movesse abaixo de 10 negativos.

Uma coisa é certa, o sentimento de baixa está ausente nos mercados futuros e de opções. Ainda assim, existem alguns dados preocupantes sobre a demanda de margem excessiva de alavancagem para posições compradas, embora seja muito cedo para considerá-lo preocupante.

Quanto mais tempo o Bitcoin permanecer acima de US$ 24.000, mais confortáveis os traders profissionais ficarão com o rali atual. Além disso, os ursos que usam os mercados futuros tiveram US$ 235 milhões liquidados entre 15 e 16 de janeiro, resultando em uma diminuição do apetite por apostas pessimistas. Assim, os mercados de derivativos continuam a favorecer uma perspectiva altista.

Este artigo não contém conselhos ou recomendações de investimento. Todo movimento de investimento e negociação envolve riscos, e os leitores devem conduzir suas próprias pesquisas ao tomar uma decisão.

As visões, pensamentos e opiniões expressas aqui são exclusivas dos autores e não necessariamente refletem ou representam as visões e opiniões do Cointelegraph.

LEIA MAIS

Fonte