Deribit lança futuros de volatilidade de Bitcoin

Related articles

A exchange de derivativos cripto Deribit lançará em breve futuros de volatilidade de Bitcoin (BTC), dando aos investidores uma maneira direta de medir e negociar a volatilidade do mercado de BTC.

Em 17 de março, a Deribit introduziu os futuros de BTC DVOL – um contrato de derivativos baseado no Deribit Bitcoin Volatility Index, que mede a volatilidade implícita da maior criptomoeda. O medidor de volatilidade da Deribit fornece uma perspectiva de 30 dias sobre as expectativas dos investidores quanto à volatilidade anualizada.

Como outros produtos de volatilidade, o BTC DVOL pode potencialmente ajudar os traders com gerenciamento de risco, cobertura de portfólio ou especulação de mercado.

A volatilidade como um ativo é amplamente negociada em finanças tradicionais, sendo o produto mais popular o Chicago Board Options Exchange Volatility Index, também conhecido como VIX. O VIX flutua em uma escala de 1 a 100, com 20 representando a média histórica. Leituras abaixo de 20 sinalizam menor volatilidade implícita do que a média histórica. Leituras acima de 20 geralmente estão associadas a condições financeiras mais turbulentas; qualquer valor acima de 30 sinaliza volatilidade significativa do mercado, geralmente devido à incerteza, risco ou medo do investidor.

O VIX mede a volatilidade das opções do Índice S&P 500, um dos principais indicadores do mercado de ações dos EUA.

Os mercados tradicionais enfrentaram extrema volatilidade nos últimos 12 meses, marcados por grandes flutuações no índice S&P 500 e no mercado de ações em geral. Fonte: Yahoo Finance.

O Bitcoin e os mercados criptog mais amplos exibiram extrema volatilidade nos últimos 12 meses. O período conhecido como inverno cripto geralmente está associado a correções profundas nos preços dos ativos digitais após uma fase de alta prolongada.

Embora os produtos de investimento cripto tenham registrado saídas recordes na semana passada após o colapso do Silicon Valley Bank e do Signature Bank, a clareza regulatória sobre os depósitos dos investidores ajudou o Bitcoin a encenar um grande rali de alívio. O preço do Bitcoin ultrapassou US$ 27.000 em 17 de março pela primeira vez em nove meses.

VEJA MAIS:

Fonte