Companhias farmacêuticas se unem através de DeSci para acelerar pesquisas científicas

Tendo surgido como um movimento na comunidade de pesquisa, as iniciativas de Ciências Descentralizadas (DeSci) estão progredindo em um ritmo que nem as grandes empresas farmacêuticas podem ignorar. Na verdade, a Pfizer é agora a primeira farmacêutica a votar nas propostas de organização autônoma descentralizada (DAO) da organização alemã baseada em blockchain VitaDAO.

A colaboração faz parte da mais recente arrecadação de fundos da VitaDAO, divulgada no final de janeiro, por membros estratégicos, incluindo Pfizer Ventures, Shine Capital e L1 Digital, entre outros entusiastas da longevidade. Os US$ 4,1 milhões arrecadados serão usados ​​para financiar projetos de pesquisa de longevidade e acelerar o surgimento das primeiras startups de biotecnologia da VitaDAO, com mais duas em desenvolvimento para 2023.

“A Pfizer agora está trazendo alguns de seus próprios cientistas para se juntar à comunidade de pesquisadores que fazem parte da VitaDAO para ajudar a incubar algumas dessas pesquisas”, disse ao Cointelegraph Alex Dobrin, administrador da comunidade e conscientização da VitaDAO.

A DeSci promoveu o surgimento de um ecossistema próspero com projetos que vão desde fundações de biotecnologia descentralizadas até veículos de financiamento. “Algumas das principais tendências no campo podem incluir plataformas de pesquisa e investimento, crowdfunding para pesquisa científica, cientistas e comunidades de pesquisadores”, explicou o Dr. Tuan Cao, fundador da GenomicDAO, uma plataforma baseada em São Francisco lançada em 19 de fevereiro pela empresa de biotecnologia Genetica.

Essa plataforma descentralizada visa estabelecer uma comunidade para conduzir e governar as iniciativas de medicina de precisão com foco na Ásia. Sua primeira DAO subsidiária está trabalhando na prevenção de AVC, focando em conscientização e P&D para AVC isquêmico.

Em todo o mundo, o AVC é uma das causas mais comuns de incapacidade e morte vascular. A American Heart Association relata que houve mais de 77 milhões de derrames isquêmicos em todo o mundo em 2019. As populações asiáticas têm maior incidência de derrame do que as populações ocidentais, de acordo com um estudo publicado no Journal of Clinical Hypertension em 2021.

A GenomicDAO afirma que a combinação de uma rede de grupos de pesquisa, instituições, organizações, cientistas e especialistas médicos com inteligência artificial pode reduzir o tempo de lançamento de um novo produto de 12 a 18 meses para 4 a 6 meses. Ainda de acordo com a GenomicDAO, as iniciativas voltadas para a comunidade estão revolucionando a pesquisa científica:

“No campo da medicina de precisão, pesquisa e desenvolvimento são conduzidos por alguns grandes nomes da indústria que estão monopolizando o mercado. Companhias farmacêuticas centralizadas e monopolistas levam à estagnação da inovação; simultaneamente, aumentam a lacuna no fornecimento de mediciona de precisão para populações pouco representadas.”

Leia mais:

Fonte

Related articles