Bitcoin sobe 50% no ano, deixando ouro e ações para trás

Related articles

Negociado a US$ 25.000, o Bitcoin está apresentando ganhos de 50% em relação ao dia 1º de janeiro de 2023, deixando outros ativos como ouro e ações para trás.

Embora o ouro também tenha valorizado neste período, o metal nem chegou perto do Bitcoin. Saindo dos US$ 1.822 para os US$ 1.822, o ouro está com ganhos anuais de 5,4% em relação ao dólar americano.

Por fim, o S&P500, índice que reúne as 500 maiores empresas dos EUA, também está em uma alta, mas de apenas 0,24%. Já as ações de bancos, estas seguem no vermelho após o fechamento do Silvergate, Silicon Valley Bank e Signature.

Bitcoin e ouro aproveitam quebra de bancos e iniciam rali

Enquanto o ouro valorizou 6,26% na última semana, enquanto bancos americanos iam à falência, o Bitcoin subiu 27,5% nos últimos cinco dias. Ou seja, os dois ativos tiveram os mesmos motivos para subir, mas ganhos bem diferentes.

A correlação foi explicada por Peter Schiff, famoso investidor de ouro. Apesar de tudo, Schiff continua criticando o Bitcoin como se não o entendesse.

“Só porque o Bitcoin subiu 20% como resultado do tão esperado pivô do Fed, enquanto o ouro subiu apenas 2,5%, não significa que o Bitcoin seja a melhor proteção contra a inflação”, comentou Schiff. “Os preços do ouro e do Bitcoin simplesmente retornaram aos níveis de fevereiro. A principal diferença é que apenas o rali do ouro é sustentável.”

Em resposta, o CEO da Binance, Changpeng Zhao, aproveitou a oportunidade para tirar sarro de Schiff.

“Nós sabemos. Sabemos que o ouro é quase tão bom [quanto o Bitcoin].”

Ações em queda, principalmente de bancos

Com o temor de que as corridas bancárias atinjam outros bancos, ações de gigantes como JPMorgan, Bank of America, Wells Fargo e Citigroup estão apresentando grandes perdas semanais.

Ações do setor financeiro em forte queda nos EUA.

Portanto, tal setor foi o que mais contribuiu para queda do S&P500 na última semana. Em relação ao início do ano, o índice está quase empatado, mesmo após ter atingido uma valorização de 8,5% no primeiro mês de 2023.

Fechamento de bancos foi ataque às criptomoedas, diz especialista

Segundo Barney Frank, responsável por dar uma resposta à crise financeira de 2008, o fechamento do banco Signature foi um recado ao mercado de criptomoedas. Ou seja, o governo americano estaria querendo acabar com o Bitcoin.

No entanto, o mercado agiu de forma oposta ao esperado e fez o Bitcoin atingir seu maior preço dos últimos 9 meses. Afinal, diversos investidores estão usando a quebra dos bancos para promover o Bitcoin como uma forma segura de reserva de valor.

“Seja seu próprio banco”, aponta uma van estacionada em frente do Silicion Valley Bank com o logotipo do Bitcoin. Ao lado, Jerome Powell, presidente do Fed, segura um papel escrito “compre Bitcoin”.

Investidores de Bitcoin usando falência do 16º maior banco dos EUA para promover a criptomoeda. Fonte: CryptoGraffitti/Reprodução.



Fonte