Bitcoin perde R$ 110 bilhões em menos de uma hora com vendas em massa

O Bitcoin sofreu uma queda repentina na noite desta quinta-feira (2), caindo de US$ 23.400 para US$ 22.000 em menos de uma hora. No total, a maior criptomoeda da indústria perdeu US$ 23 bilhões (R$ 110 bi) em valor de mercado.

Segundo analistas, a queda teria sido causada por uma grande venda à vista na Binance, causando uma cascata de chamadas de margem, ou seja, liquidando longs de vários outros traders.

Dados do Coinglass apontam que R$ 380 milhões foram liquidados de posições compradas enquanto o Bitcoin perdia US$ 1.000 em questão de minutos. Somadas outras criptomoedas, este número ultrapassa a marca de R$ 1 bilhão.

Liquidação de longs pela queda do Bitcoin foi uma das maiores dos últimos três meses. Fonte: Coinlgass.

Grande venda à vista foi o motivo da queda, diz analista

Em mensagem publicada no Twitter, o analista Skew aponta que a queda foi causada foi uma grande venda à vista na Binance, maior corretora do mercado. Portanto, a atual baixa de liquidez do Bitcoin (quando comparada a meses anteriores) pode ter contribuído para isso.

“$BTC. Bem, não há um squeeze acentuado, mas a cascata de margem está nítida aqui”, apontou o analista. “O que levou a esse movimento foi uma grande venda à vista na Binance, diretamente em uma área de longs acumulados. Chamada de margem.”

Related articles

Embora os motivos desta grande venda sejam desconhecidos, podemos citar alguns eventos que mexeram com o mercado nesta quinta-feira. Um deles seria a pressão regulatória do Reino Unido, que fez mais dois bancos (HSBC e NBS) limitarem compras de criptomoedas.

No entanto, tudo indica que os problemas com o Silvergate Bank tenham sido o motivo de maior preocupação do mercado de criptomoedas. Logo após as ações do banco caírem 45%, corretoras como Coinbase e Crypto.com suspenderam depósitos e saques com o Silvergate.

Por fim, a possível liberação de 142.000 bitcoins (R$ 16,7 bilhões) para os credores da falida corretora Mt. Gox também pode ter assustado investidores. Segundo informações, o montante voltará ao mercado já na próxima sexta-feira (10). Ou seja, estima-se que isso cause uma grande pressão vendedora.

Outras criptomoedas acompanharam queda do Bitcoin

Com o Bitcoin enfraquecido, outras criptomoedas seguiram o mesmo rumo. Investidores de Ethereum, já preocupados com as consequências da atualização Shanghai, viram sua moeda cair 6%.

Outras caíram entre 2% e 12%, incluindo gigantes como BNB (-4%), XRP (-6%) e ADA (-8%). Embora algumas já tiveram uma breve recuperação, todas continuam operando em baixa nesta sexta-feira (3).

Queda do Bitcoin na noite desta quinta-feira (2) afetou todo mercado de criptomoedas. Fonte: Coin360.

Por fim, com grande pressão regulatória e empresas ainda sendo afetadas pelo contágio do mercado, tudo indica que o mês de março será desafiador. Além disso, taxas de juros elevadas devem ser um desafio ainda mais longo para as criptomoedas.



Fonte