NFTs em show do Jorge Ben Jor, comemoração na Hashdex e outras novidades no mercado cripto nacional

As empresas de criptomoedas no Brasil estão com diversas novidades no mercado, uma delas, é os ingressos em NFTs para o show de Jorge Ben Jor em Campinas. O cantor sobe ao palco do Complexo Expo D. Pedro para um show único, no dia 1º de abril.

“Neste show, temos uma novidade. Pela primeira vez, os promotores venderam parte dos ingressos em formato de NFT, uma forma de comercialização para grandes espetáculos internacionais e megaproduções no Brasil”, conta Marceli Oliveira, superintendente do Complexo.

No repertório, País Tropical, Taj Mahal e outros grandes sucessos marcam a volta do compositor depois de nove anos sem se apresentar em Campinas. O espaço do Expo D. Pedro será aberto às 21h para a plateia se aquecer, ao som de DJ, antes do show de Jorge Ben Jor, que sobe ao palco às 23h. Ainda há ingressos disponíveis em Ticket 360 e quem quiser contribuir com 1kg de alimento não perecível no dia do show, tem direito a desconto no ingresso solidário.

Quem também está com novidades é a Hashdex que celebrou o aniversário de seis meses do ETF Hashdex Bitcoin Futures (DEFI) nesta quarta-feira (14). Executivos da empresa tocaram o sino da bolsa de Nova York (Nyse) para marcar o lançamento oficial do produto, desenvolvido em parceria com a gestora Teucrium Trading e que está disponível para investidores norte-americanos desde setembro do ano passado.

Vale ressaltar que o produto é pioneiro, pois foi o primeiro ETF de cripto registrado exclusivamente sob o Securities Act de 1933 (Act 33) – regulação local que permite a constituição de fundos que aplicam em ativos que não sejam necessariamente considerados valores mobiliários – como por exemplo, o Bitcoin.

“Estamos contentes com o sucesso do produto nos Estados Unidos. E, com certeza, vamos continuar colaborando com reguladores para auxiliar no crescimento do ecossistema cripto dentro do mercado financeiro tradicional. Em breve, esperamos um novo passo na indústria para que nosso produto possa tornar-se o primeiro ETF spot de Bitcoin dos EUA. Ou seja, que possa invista diretamente em criptomoeda à vista.”, comenta Marcelo Sampaio, CEO da Hashdex.

Por meio do Hashdex Bitcoin Futures ETF, os investidores podem acessar todo o potencial de crescimento de longo prazo do Bitcoin. E, ao mesmo tempo, ter certeza de que seus fundos permanecerão seguros por meio da abordagem transparente, consciente do risco e diligente da Hashdex para trabalhar com as principais bolsas e custodiantes.

WEB3DEV

Já a WEB3DEV anunciou que está iniciando a primeira comunidade no Brasil de desenvolvedores aptos a codar na blockchain da Solana. Os desenvolvedores terão a oportunidade de aprofundar o conhecimento em Rust e React, aprendendo a criar aplicativos na Solana, utilizando a linguagem Rust para desenvolver smart contracts e o React para construir a interface de usuário.

O lançamento do Build acontecerá na sexta-feira, 24 de março. Ao todo, serão dez aulas que estarão disponíveis no mesmo dia do lançamento, e os desenvolvedores terão acesso exclusivo no Discord da comunidade para participar, tirar dúvidas e aprimorar suas habilidades de forma gratuita, permitindo que mais pessoas tenham acesso a todos os conteúdos sobre Web3 produzidos na comunidade.

“Esse é só mais um passo para tornar a educação sobre Web3 acessível no Brasil, todos nós estamos animados com o curso. Temos visto como o conhecimento em blockchain pode mudar a vida das pessoas e criar oportunidades incríveis em diferentes setores. E é isso que buscamos para nossos membros: oferecer a chance de aprender e crescer como desenvolvedores, trazendo novas soluções e inovações para o mercado de forma gratuita”, afirma o CEO, Daniel Cukier.

Ao concluir o Build, os DEVs terão a habilidade necessária para criar um aplicativo em Solana, permitindo que os usuários, com a carteira da rede, interajam facilmente com a plataforma desenvolvida. Os desenvolvedores que possuem interesse em participar podem acessar o site e se cadastrar gratuitamente.

PretaHub

Outra novidade é da PretaHub que firmou uma parceria com a Deboo para promover a capacitação e entrada de empreendedores negros nessa nova economia, que é suportada pela tecnologia blockchain e gerida através de contratos inteligentes.

A intenção dessa parceria é acelerar o desenvolvimento e a autonomia dessa comunidade no Brasil, criando soluções com o que há de mais moderno e inovador em termos de tecnologia, comunicação e geração de negócios. 

Dentre os principais compromissos da Deboo no projeto está o auxílio na aproximação dos participantes do hub e demais públicos que com ele se relacionam, com os principais conceitos da Web3, através da produção de conteúdo e do desenvolvimento de produtos e serviços baseados em blockchain, viabilizando a aplicação e experimentação prática dos conceitos e tecnologias.

A primeira entrega do trabalho consiste na elaboração de conteúdos e materiais de educação que visam aproximar o público do hub e entusiastas do projeto nos conceitos da chamada terceira onda da internet.  

No início do projeto a Deboo ofereceu aos times uma profunda imersão no tema e conduziu os integrantes da PretaHub na co-criação de soluções e possíveis caminhos de atuação nesse novo universo digital.

Ainda nessa primeira fase, será lançada uma série de NFTs, criadas por um artista atuante e proeminente na comunidade PretaHub, que serão comercializadas como cotas de patrocínio das iniciativas do hub – é a tokenização dos processos de apoio e patrocínio. 

As artes digitais exclusivas poderão ser compradas por empresas, que além da propriedade sobre as peças e a possibilidade de utilizá-las em suas comunicações, ativações e redes sociais, ainda receberão em contrapartida uma série de produtos e serviços oferecidos pela Preta Hub, que vão de oficinas especializadas para o desenvolvimento dos colaboradores e lideranças, chamados de AfroLabs, a participação das marcas em uma série de eventos da casa, como a Feira Preta.

LEIA MAIS

Aviso: Esta não é uma recomendação de investimento e as opiniões e informações contidas neste texto não necessariamente refletem as posições do Cointelegraph Brasil. Cada investimento deve ser acompanhado de uma pesquisa e o investidor deve se informar antes de tomar uma decisão.

Fonte

Related articles