Governo da Alemanha recebe NFT escrito “imposto é roubo”

Governo da Alemanha recebe NFT escrito “imposto é roubo”

Dos 50.000 bitcoins confiscados pela Alemanha, apenas 13.110 continuam em sua carteira. Dado isso, é possível que as autoridades já tenham vendido quase todas suas moedas, deixando o mercado livre de pressão para subir novamente.

De qualquer forma, uma curiosidade que está chamando a atenção da comunidade foi a transação de um NFT enviado para a carteira do governo alemão com os dizeres “imposto é roubo”.

Related articles

A brincadeira foi percebida pela Arkham Intelligence, que monitora endereços de diversos governos, empresas e investidores famosos.

“Steuern sind raub”, aponta a imagem, cuja tradução é “imposto é roubo”.

Investidor envia NFT com mensagem inusitada para carteira de Bitcoin do governo alemão. Fonte: Arkham/Reprodução.
Investidor envia NFT com mensagem inusitada para carteira de Bitcoin do governo alemão. Fonte: Arkham/Reprodução.

Na sequência há um “GM”, provavelmente sigla para “good morning”, que significa “bom dia” em inglês e é frequentemente usada pela comunidade. A mensagem viralizou no Twitter.

Governo da Alemanha já vendeu quase todos seus bitcoins

Uma das maiores preocupações do mercado nos últimos dias era o despejo dos 50.000 bitcoins pelo governo alemão, então avaliados em R$ 17,8 bilhões. No entanto, esse drama parece estar perto de seu fim.

Segundo dados da Arkham, hoje a carteira da Alemanha possui apenas 13.100 bitcoins. Todas as outras moedas foram enviadas para corretoras, como Kraken e Coinbase, sendo um indício de que já foram vendidas.

Carteira da Alemanha só possui 13.110 bitcoins, avaliados em R$ 4,1 bilhões. Fonte: Arkham Intelligence.Carteira da Alemanha só possui 13.110 bitcoins, avaliados em R$ 4,1 bilhões. Fonte: Arkham Intelligence.
Carteira da Alemanha só possui 13.110 bitcoins, avaliados em R$ 4,1 bilhões. Fonte: Arkham Intelligence.

Durante a madrugada, o Bitcoin subiu até os US$ 59.400 enquanto touros esboçavam uma reação. No entanto, a maior criptomoeda do mercado retraiu e está operando na faixa dos US$ 58.000 no momento desta redação.

Além da diminuição dessa pressão vendedora, os ETFs americanos também estão ajudando na recuperação do Bitcoin. Após baterem o recorde mensal na segunda-feira (8) com R$ 1,6 bilhão em compras, as gestoras tiveram mais R$ 1,2 bilhão de entradas nesta terça-feira (9).

Governo da China já vendeu quase todos seus bitcoins

Outra carteira nos holofotes da comunidade pertence ao governo chinês. Isso porque alguns sites como Bitcoin Treasuries apontam que a China detém 190.000 bitcoins confiscados de uma pirâmide financeira em 2019.

China teria 190.000 bitcoins em sua posse. Fonte: Bitcoin Treasuries.China teria 190.000 bitcoins em sua posse. Fonte: Bitcoin Treasuries.
China teria 190.000 bitcoins em sua posse. Fonte: Bitcoin Treasuries.

No entanto, uma recente investigação do jornalista Colin Wu aponta que essas moedas foram vendidas logo após serem confiscadas.

As informações apontam que o governo ainda teria 15.000 bitcoins parados desde aquela época, avaliados em R$ 4,7 bilhões. Já os 830.000 ethers (ETH) confiscados, atualmente avaliados em R$ 14,1 bilhões, não teriam sido vendidos até hoje.

“O artigo da Arkham afirma que o governo chinês detém 194.775 bitcoins do PlusToken. No entanto, segundo investigações, a maior parte deles foi vendida entre o final de 2019 e meados de 2020.”

Dado isso, a China não seria uma preocupação para o mercado.

Por fim, a pressão momentânea causada pela Alemanha e outros governos é um dos motivos pelos quais Anthony Scaramucci está animado no médio-prazo. Segundo o ex-diretor de comunicações da Casa Branca, o Bitcoin pode chegar a US$ 100.000 até o final do ano.



Fonte