Binance lança campanha anti-fraude após projeto piloto implementado em Hong Kong

A Binance, em cooperação com as agências de aplicação da lei, está lançando uma campanha para prevenir golpes, emitindo alertas direcionados a possíveis vítimas, de acordo com uma postagem publicada no blog da empresa em 3 de março. O projeto, chamado “Campanha Conjunta Anti-Fraude”, foi lançado primeiro em Hong Kong, e a empresa agora pretende expandi-lo para outras jurisdições.

Manter nosso ecossistema e a comunidade da #Binance seguros é o cerne de tudo que fazemos.

É por isso que fechamos parcerias com agências de aplicação da lei em todo o mundo para lançar a Campanha Conjunta Anti-Fraude.

Leia mais para ver do que se trata

— Binance (@binance)

De acordo com o comunicado da empresa, a Binance atuou em colaboração com o Departamento de Segurança Cibernética e Crimes Tecnológicos da Força Policial de Hong para criar uma “mensagem de alerta e prevenção contra crimes” direcionada aos residentes de Hong Kong. Como parte do projeto-piloto, quando os usuários tentavam fazer saques, recebiam mensagens de alerta com informações sobre golpes comuns e dicas de como evitá-los.

Ao longo de quatro semanas, a Binance investigou as respostas dos clientes às mensagens. Ele descobriu que aproximadamente 20,4% dos usuários decidiram não fazer as transações ou realizaram investigações adicionais para determinar se a transação poderia ser um golpe.

O aviso fornecia estatísticas sobre o número de golpes ocorridos em Hong Kong em 2001 e indicava ferramentas recomendadas para evitá-los como Scameter, Anti Deception Coordination Center, Cyber Defender e Binance Verify. O aviso também alertava os usuários que a Binance nunca entraria em contato diretamente com seus clientes para solicitar quaisquer tipo de informações.

A Binance considerou o programa piloto um sucesso e planeja colaborar com a polícia em outras jurisdições para criar mensagens de alerta personalizadas para clientes de outras jurisdições além de Hong Kong.

Engenharia social e golpes de phishing têm sido problemas recorrentes para os usuários de criptomoedas. Em fevereiro, os golpistas supostamente criaram uma versão falsa do site da convenção ETHDenver, que foi usado para induzir os usuários a doar suas criptomoedas ativando uma função em um contrato inteligente malicioso. Acredita-se que mais de US$ 300.000 em criptomoedas tenham sido roubados por meio do golpe. Em outro golpe, um influente promotor de tokens não fungíveis teve mais de US$ 300.000 em CryptoPunks removidos de sua carteira depois de ser induzido a interagir com um site de phishing.

LEIA MAIS



Fonte

Related articles