3 razões pelas quais o BNB da Binance corre o risco de cair ainda mais em março

Related articles

Em 13 de fevereiro, o BNB (BNB) registrou seu pior desempenho diário desde novembro de 2022, caindo 8,5% em 24 horas, chegando a menos de US$ 285. Desde então, o preço do BNB se recuperou e foi acima de US$ 298, mas a possibilidade de que ele enfrente outra liquidação permanece alta. Vamos dar uma olhada em alguns dos motivos que pressionam o token nativo da Binance.

Decomposição da cunha de alta do preço do BNB

O declínio contínuo no preço do BNB é parte de uma quebra mais ampla da cunha ascendente em seu gráfico diário.

Notavelmente, em 9 de fevereiro, o BNB quebrou seu padrão de cunha ascendente, uma configuração de reversão de baixa que se forma à medida que o preço tende para cima dentro de um intervalo definido por duas linhas de tendência ascendentes e convergentes.

Gráfico diário BNB/USD com configuração de quebra de cunha ascendente. Fonte: TradingView

Como regra da análise técnica, a meta de lucro de uma cunha crescente é medida após subtrair a distância máxima entre a linha de tendência superior e inferior do padrão do ponto de ruptura.

Portanto, a meta da cunha ascendente do BNB chega perto de US$ 250, uma queda de cerca de 15% em relação aos preços atuais. Curiosamente, o nível de US$ 250 também serviu de suporte ao token em maio, setembro e novembro de 2022.

Repressão da SEC dos EUA ao Binance USD

A pressão vendedora sobre o BNB aumentou principalmente devido às ações de repressão da Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC) à empresa de criptomoedas Paxos.

O regulador acusou a Paxos de emitir e listar o Binance USD (BUSD) – uma stablecoin que carrega a marca da Binance – como um valor mobiliário não registrado. A Paxos negou categoricamente a alegação, observando que irá ao tribunal se necessário para defender-se da acusação.

Mas os mercados ficaram temerosos após a confirmação da notícia. Por exemplo, o número de endereços que possuem entre 1.000 e 10 milhões de BUSD caiu drasticamente desde 13 de fevereiro. Mais de US$ 207 milhões da stablecoin da Binance emitida pela Paxos foram despejados no mercado, de acordo com dados da Santiment.

Número de endereços com 1.000 a 10 milhões de BUSD. Fonte: Santiment

“Este é um nível surpreendente de queda para uma stablecoin, especialmente enquanto as outras três principais stablecoins do mercado (Tether, USD Coin, DAI) têm registrado o aumento de grandes detentores”, observou a Santiment, acrescentando que as ramificações do processo da SEC estão pressionando o preço do BNB para baixo.

“[O BNB] também está tendo um mês de alta em seu volume negociado com queda no preço, o que significa que há uma probabilidade maior de a queda potencialmente continuar.”

Volume de negociação do BNB. Fonte: Santiment

FUD? Peixes, baleias e tubarões despejam BNB

Sob a perspectiva de dados on-chain, o sentimento das entidades do mercado em relação ao BNB enfraqueceu em todas as classes de endereços, incluindo tanto pequenos (peixes) quanto grandes investidores (baleias e tubarões).

Notavelmente, o número de endereços com 0,001 a 10 milhões de BNB caiu significativamente em janeiro de 2023 e não conseguiu se recuperar desde então. Isso aumenta a possibilidade de que o token mantenha sua atual tendência de baixa até o fim de fevereiro.

Número de endereços com 1.000 a 10 milhões de BNB. Fonte: Santiment

Em uma nota mais positiva, o número de endereços com 10.000 a 100.000 tokens BNB se recuperou modestamente, indicando que algumas baleias estão comprando a queda.

A Santiment admite que a tendência de baixa em curso pode não se estender no longo prazo, afirmando que a repressão da SEC pode ser “um evento FUD (medo, incerteza e dúvida) de curto prazo.”

“Sim, é possível que este seja um daqueles casos em que as pessoas entram em pânico e algum tempo depois tudo voltará ao normal para a Binance na sexta-feira [17 de fevereiro].“

Este artigo não contém conselhos ou recomendações de investimento. Todo movimento de investimento e negociação envolve riscos, e os leitores devem conduzir suas próprias pesquisas ao tomar uma decisão.

LEIA MAIS

Fonte